Seu blog de Relações Públicas e Propaganda

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Escolhi continuar Relações Públicas

Fui escolhido por Relações Públicas, como 99% dos formados neste curso! Depois que conheci, escolhi! Escolhi continuar RP e fazer dos meus esforços um meio de incentivar mais e mais pessoas a continuarem junto comigo.

Nada mais bonito e normal nessa vida do que uma boa dúvida! Sou professor do curso de Relações Públicas da faculdade ESAMC, em Uberlândia, MG, e me pego com alunos que escolheram o curso de RP, divagando sobre seus futuros na vida profissional e, mais que isso, vejo muitas pessoas talentosas se limitando, pondo dificuldades e fazendo do sonho, um pesadelo!


Não se limite!

O que falei no parágrafo anterior, por mais duro que possa parecer, é a fotografia da realidade de uma profissão que possui estudantes com síndrome de vira-lata. Essa síndrome ataca você de um jeito que faz a sua cabeça pensar que você não é capaz, e o pior, faz você ter a certeza de que é menor que os outros. A boa notícia é que você não é pior que ninguém e que é totalmente capaz de fazer as coisas acontecerem! Olha que coisa... parece que estou mandando um recado para eu mesmo, também!

Falando sobre Relações Públicas, analisando a comunicação que é feita, vendo os profissionais que atuam e, principalmente, a movimentação deste mercado num sentido macro, eu percebo que as oportunidades são gigantes, porém, como nada pode ser tão fácil na vida, temos obstáculos.

Qual é o problema?

Em uma palestra que ministrei me perguntaram sobre as dificuldades que o RP tem no mercado e, sem hesitar muito eu respondi que era a capacidade de vender o próprio trabalho. O bom Relações Públicas consegue escrever um planejamento de comunicação, traçar objetivos, metas de comunicação, sabe analisar o teor das mensagens e ligar os pontos de uma comunicação integrada, mas, antes de tudo isso, ele não sabe vender!

Os RPs são exímios planejadores e ótimos executores, geralmente. Na academia, aprendemos o valor da comunicação vinda dos níveis mais baixos e como tratar essas informações nas escalas maiores. Sabemos que o retorno de imagem é algo maravilhoso, que a opinião pública deve ser levada em consideração para tomadas de decisão e que todos os públicos envolvidos devem ser alimentados, não só com informações, mas também com relacionamento. O que ainda não sabemos é vender! Vender no sentido de mostrar o quanto vamos dar de retorno para os clientes. É ROI! ROI puro!

Isso não é um conselho!

Chame as próximas linhas de dicas ou toques espertos, pra você melhorar, sabe? Tente buscar, cada vez mais, coisas que estejam fora da academia. Não estou dizendo pra você sair da faculdade ou que ela não tenha valor, só estou dizendo que você não verá tudo por lá! Procure cursos, seja online ou presenciais - seja de finanças, oratória, marketing, negociação - se reforce onde não está indo bem. Para isso, faça a sua própria SWOT! Liste suas Forças, Fraquezas, que são as suas características - coisa que você controla - e liste também as Oportunidades e as Ameaças que você tem no ambiente externo - o que você não pode controlar.



Outro toque bacana, que eu já tinha citado é... Conheça a RP School, que está com cursos muito bons e podem te ajudar a ser um RP dos melhores! Já estou fazendo alguns cursos por lá e eu recomendo Clique aqui e conheça a RP SCHOOL. Procure saber dos encontros e congressos da Aberje. Afilie-se em entidades de classe da sua cidade. Faça relacionamentos!

****Bônus!!! Se você é um Relações Públicas interessado em qualquer curso da RP School e gostaria de se inscrever em alguns deles, nós temos cupom de desconto especial do RP e PP. Envie um e-mail com os cursos que gostaria de fazer para blogrpepp@gmail.com que nós te contamos tudinho!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Fico muito feliz em ler um texto tão bacana pra começar o ano de 2016 do RPePP. Acredito que se o próprio profissional se enxergar como vira-lata, coitadinho está deixando que o mercado o veja assim. É preciso saber o valor que você que escolheu RP tem, valorizar o seu talento, é quase ter um amor-próprio, só que no caso amor a profissão, só assim o mercado irá entender a importância desse profissional e irá valorizá-lo como merece. Mas outra coisa importante é não deixar que as dificuldades do mercado o desanime a seguir na profissão que é sua paixão, que te dá prazer. Vão existir clientes que pagam mal, que não reconhecem o serviço, mas é papel do profissional mostrar que 1º sua paixão pela profissão é maior que isso e 2º buscar fazer com que o mercado entenda o serviço e como foi dito o retorno que ele terá.

    Parabéns pelo texto Maurity e continue firme na sua escolha, você é um excelente profissional

    ResponderExcluir

Copyright © RP e PP | Traduzido Por: RP e PP

Design by Maurity Cazarotti | Blogger Theme by RP e PP