Seu blog de Relações Públicas e Propaganda

Mostrando postagens com marcador blog Rp e PP. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador blog Rp e PP. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Afinal, qual o "job to be done" das Relações Públicas?

Convivendo o dia todo rodeado de empreendedores, começo a trazer muitas ferramentas de inovação e empreendedorismo para o campo das Relações Públicas. E vendo as movimentações da RP Week, o maior evento de Relações Públicas do Brasil, uma coisa me veio à cabeça: O Job To Be Done das Relações Públicas! Esse post é um 2 em 1. Minha intenção é compartilhar ferramentas que utilizo no meu dia a dia e que venho fazendo "tradução" para a linguagem de RP. Então, vamos abordar Job To Be Done e RP Week (Tema 2017: Habilidades que Transformam). Você vai entender o motivo!

Job To Be Done!

Job To Be Done é mais que uma ferramenta de inovação. É um movimento de busca de informações que dão base para o empreendedor encontrar a inovação da vez, ou seja, a ferramenta ajuda o empreendedor a encontrar soluções para públicos que precisam resolver problemas ou completar tarefas do dia a dia (te lembra alguma coisa, RP?). Algumas perguntas-chave são importantes para encontrar "qual é o job", como: O que o produto ou serviço realmente resolve? Pra quem eu vou fazer isso? Quem tem esse problema? Quais soluções o cliente já utiliza para resolver o que precisa? Então, descobrir o que essas perguntas podem trazer de respostas, ao meu ver é Relações Públicas e isso é Job To Be Done!!

O Relações Públicas

O RP é o cara que vai ligar pontos entre toda comunicação que existe nas organizações, seja ela administrativa, mercadológica, interna ou institucional, ou ainda, seja ela feita ou distribuída por jornalistas ou por publicitários. Relações Públicas é o grande embalador de causas e o grande catalisador  de engajamento e relacionamento, mas, ele precisa saber algumas coisas para atingir esse objetivo, certo? Sim ou claro?

RP Week

Fazendo um paralelo entre a JTBD e a RP Week, que tem a temática: "Habilidades que Transformam", temos uma ligação real com a forma de resolver problemas e entregar experiências positivas. Um RP só vai conseguir transpor barreiras se as habilidades transformadoras estiverem em dia, afinal de contas, Relações Públicas não é um meio de se fazer comunicação, RP é o que provocamos nas pessoas, então, RP é fim! Planejamento de comunicação é meio e o RP precisa ser craque nisso, além de precisar ser craque em execução ;) .

Imagem: RP Week Divulgação

Ontem, na live que rolou sobre a RP Week, na Fanpage Todo Mudo RP, em uma parte do bate papo foi levantada uma questão corriqueira que é sobre o que o profissional de RP deveria focar. Hugo Godinho, Diretor Executivo da In Press e Pedro Prochno, um dos fundadores da Todo Mundo Precisa de Um RP, frisaram que é muito importante ter essa polivalência e treinar habilidades, trabalhando com diferentes assuntos, clientes diferentes, aumentando repertório e sendo multitarefas. Ficou também a velha discussão sobre o papel do jornalista, do RP e do PP e como eles podem encontrar sinergia e, por fim, qual a diferença entre as três disciplinas, já que tudo é comunicação, mas, as áreas e os conhecimentos/focos são diferentes.

Redescobrir!

Hoje, participando de uma reunião da APP Uberlândia (Associação dos Profissionais de Propaganda) mais dessas questões ficaram no ar, como: o papel do formador de opinião, sua diferença ou sua semelhança com o trabalho do jornalista e toda a dicotomia que rola no mundo da comunicação, que só cresce quando a gente olha para as tendências de tecnologia (ligadas ou não à comunicação). E, mais uma vez, vejo que o grande Job do Relações Públicas (ou de qualquer comunicador) é desaprender um pouco os dogmas e vícios aprendidos na faculdade ou no mercado e partir para a redescoberta do mundo novo, mas, sem esquecer a essência de tudo: Fazer com que pessoas se engajem em torno das causas e das marcas que defendemos.

Espero que você tenha gostado do conteúdo e que a discussão tenha te provocado de alguma forma. Deixe um comentário pra gente discutir e tentar encontrar alguma resposta no meio desse turbilhão de coisas! #Abraço.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Coluna Canto do Galo | 23/01

Acontece na próxima quinta-feira dia 26 de janeiro outra reunião aberta na Associação dos Profissionais de Propaganda de Uberlândia – APP.

Contamos com seu apoio na elaboração ou aprimoramento das ações para 2017/2018 e para participar da gestão do próximo biênio.

Precisamos renovar e contamos com todos os profissionais de comunicação.

Você e o negócio da comunicação tem muito a ganhar.


Participe da APP

A Associação dos Profissionais de Propaganda de Uberlândia (APP) acredita que a união do setor da comunicação pode gerar muitas melhorias ao mercado. Seus pilares são o relacionamento institucional e social, bem como o aprendizado, inovação, crescimento e gestão. O objetivo é defender os interesses da atividade de comunicação. 

Faça parte da APP você também! Outras informações: 34 3237-4470

APP Jovem

O grupo de trabalho da APP Jovem formado por Ana Lahor, Maurity Cazarotti, José Geraldo, Adriana Sousa, Johnny Silva Dutra reuniu dia 19 de janeiro para trocar ideias sobre projetos e outras ações que visam alavancar a presença da entidade junto aos novos e futuros profissionais das áreas de Comunicação, Publicidade, Propaganda, Marketing, Jornalismo, Relações Públicas, Design, etc.

Inspirad

O Inspirad nasceu para reunir, em um só lugar, as mais diversas e plurais fontes de inspiração criativa ao redor do mundo.

No conteúdo você encontrará o compartilhamento diário de conceitos, atitudes, comportamentos, trabalhos artísticos e intelectuais que tocam,

fazem pensar e alimentam seu espírito criativo. É um movimento que agrega mentes, marcas e empresas criativas, que debatem, trocam e reciclam boas ideias.

Inspire-se e ajude a inspirar.



segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Como fazer uma nota de repúdio?

Nada mais oportuno do que falar sobre esse assunto, porém, completo dizendo: infelizmente. Uma das regras de alavancagem de conteúdo é aproveitar a agenda settings, escrever e publicar sobre. Escrevo incentivado por um acontecimento, no mínimo, infeliz e contraditório, que é o fato de um relações-públicas cercear o direito de mães poderem amamentar seus filhos onde quiserem, enquanto o próprio Papa convida as mães a amamentarem seus filhos durante um batismo (Veja aqui). 

No dia 06/01 o Presidente do Conrerp 2ª Região, Cláudio Andrade, fez comentários em suas redes sociais utilizando algumas palavras de baixo calão, sendo contra o ato de amamentar em público e sua atitude se espalhou pelos grupos de discussão de Relações Públicas do país inteiro, deixando profissionais e estudantes da área assustados e indignados com a situação.

Como forma de cobrar do Conrerp uma posição, os principais movimentos de Relações Públicas do Brasil se organizaram e redigiram uma nota de repúdio: 


"No dia 6 de janeiro de 2017, Cláudio Andrade desferiu comentários sobre o ato de amamentar em suas redes sociais, utilizando-se de argumentos rasos, palavras inadequadas e comparações menos adequadas ainda. Repudiamos as declarações e respostas ofensivas do atual presidente do CONRERP2 e reiteramos que as mesmas ferem o Código de Ética da Profissão - Frisamos que as Relações Públicas são instrumento de união e respeito pelas opiniões e, acima de tudo, se guia pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. Por fim, pedimos ao Conrerp 2ª Região e ao CONFERP para que avaliem a situação da melhor maneira possível, resguardando os seus Princípios Fundamentais previstos em seu Código de Ética.


Após a repercussão negativa, Andrade pediu desculpas (em três notas com teor diferente, em suas redes sociais).

Afinal de contas, o que é e como fazer uma nota de repúdio?

O repúdio pode expressar-se de diversas maneiras. Pode ser desde o ato espontâneo de vaiar em coro num estádio de futebol, durante um jogo, ou em pleno discurso público. No caso das notas de repúdio, sua serventia é mais que exercer o direito de se posicionar contra a algum ato, mas, tem o papel de documentar um posicionamento. 


Fazer uma nota com esse teor envolve conhecer a causa pela qual está lutando/contexto inserido, escrever com clareza os pedidos e/ou reclamações, sempre descrevendo o acontecimento com citação da cronologia dos fatos, dando nome aos responsáveis e embasamento, seja em leis, normativas, códigos de ética ou em preceitos ligados à situação/instituição (em casos de algo ou alguém ligado à instituições religiosas, preceitos religiosos podem ser utilizados ou, em caso de ser um advogado, normativas da OAB, por exemplo) e, o mais importante, não cabe em uma nota de repúdio a utilização de linguajar chulo ou ofensas aos que se endereçam a nota.

Há dois dias, a ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu) repudiaram o enredo de uma escola de samba do Rio de Janeiro (Imperatriz Leopoldinense). Veja esse outro exemplo de nota de repúdio na íntegra aqui

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Relações Públicas e a necessidade de ser autodidata

Olá! Se você chegou até aqui eu prevejo que seja por dois motivos básicos. O primeiro deles é que você é relações-públicas (estudante ou profissional, não importa!). O segundo é que você ficou curioso com o título do artigo que escrevi. A grande verdade é que ser autodidata, ou melhor, o autodidatismo não serve só para Relações Públicas, mas, serve para qualquer área de trabalho. No artigo de hoje quero passar pra você algumas premissas que venho estudando e que estão valendo a pena ser seguidas, então, não saia daí.

Primeiro de tudo, o aprendizado!

Não é segredo pra ninguém que muitas pessoas buscam aprendizado por meio do convívio, seja nas faculdades, na família, com os amigos ou no mercado de trabalho. A mudança ou a necessidade de se buscar aprendizado específico (como RP) chega quando somos desafiados, muitas vezes, a fazermos coisas que não temos tanto conhecimento ou para realizarmos projetos que contam com ferramentas que já ouvimos falar na faculdade, porém, nunca nos aprofundamos.


Em Relações Públicas o contexto pode ser ainda mais duro pelo simples fato de estarmos ligados à área de administração e comunicação, com o desafio de estamos ligados a um fim quase que incerto, que é provocar relações públicas (sempre acreditei que RP não é um meio e sim, um fim. Mas, isso vamos debater em outro artigo). Com toda essa necessidade de diminuir as incertezas, nos resta fazer uma coisa. Estudar!

Aí você me pergunta? Quais os melhores cursos do país na área de Relações Públicas? Quais os melhores livros de RP? Quais os melhores autores da área ou pessoas que posso seguir no LinkedIn/Facebook/Twitter? A resposta é: Calma!

Primeiro de tudo, nas minhas descobertas, enxerguei a necessidade de procurar desenvolvimento dentro da bibliografia de Relações Públicas, mas fora dela também. Existe muita coisa boa que pode ser usada! Com uma boa experiência que tenho em projetos, vi a importância de fazer correlações com outras áreas: design, engenharia, direito, marketing e administração, por exemplo

Estilo de vida autodidata!

Quando falo de ser autodidata, estou falando de um estilo de vida. Estou falando de muita leitura? Sim! Mas, acima de tudo de anotações em papel e tentativas incansáveis de colocar conhecimento em prática. Will Durant, historiador, parafraseou Aristóteles, dizendo: “nós somos o que fazemos repetidamente. A excelência, portanto, não é um ato, mas um hábito”. Isso também quer dizer que esse caminho não é fácil, porém, é um caminho sem volta para a melhoria contínua!

Não adianta ler os melhores autores de RP, somente. Se a sua atividade como RP está ligada com outra área, você precisa buscar mais. Como assim? Muitos RP’s atuam no mercado financeiro, moda, esportes, business, startups ou, até mesmo, na área acadêmica, para outros cursos: Publicidade, Moda, Jornalismo, entre outros. Isso força a atitude autodidata, que é a busca por conhecimento por conta própria, ou melhor, por necessidade própria.

Em uma das palestras que ministrei no ano passado, ouvi de uma pessoa que a culpa de muitos alunos não aprenderem preceitos de Relações Pública é da faculdade, e isso é uma grande mentira! 
Uma dica pra você que está na faculdade: não espere as aulas das faculdades para aprender, não espere aquele curso sair ou, não ache que você não tem capacidade de aprender sozinho. Tem sim! 

Quando você começa a estudar uma área, parece que precisa memorizar um zilhão de coisas. Não é verdade! O que você precisa é identificar os princípios essenciais – geralmente de três a doze deles – da área. Os milhões de coisas que achou que precisaria memorizar são simplesmente várias combinações de princípios essenciais, John T. Reed, autor do livro Succeeding.

Por fim, estudar por conta própria pode ser um meio de vencer em 2017. Um ano novo cheio de possibilidades. Você pode escolher ficar na zona de conforto ou então se preparar com afinco na área que você escolheu. Ou melhor, como um bom RP você pode montar um grupo de estudos ou chamar aquele seu amigo que topa qualquer parada pra ficar fo%#$ em 2017!

Nas próximas postagens, vou indicar alguns livros, esquemas, dar dicas de estudo e planejamento do tempo. Eu estou animado e creio que também posso melhorar meu desempenho. E você? Vem junto comigo?

*artigo incentivado pela leitura do livro Manual do CEO: Um verdadeiro MBA para o gestor do século XXI, de Josh Kaufman. Ainda teremos muito aprendizado acerca de várias publicações aqui no Blog RP e PP.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Coluna Canto do Galo - APP! Feliz 2017

ADEUS OU ATÉ BREVE

Despedir nunca é fácil, principalmente de um importante associado como o Jornal Correio de Uberlândia e também de inúmeros colegas que estiveram sempre ao lado da nossa entidade. Mas, uma hora encerramos ciclos e ainda bem que ciclos sempre recomeçam. Estamos dedicando esta última Coluna Canto do Galo de 2016 a uma reflexão sobre o momento atual e ao futuro da comunicação. O que será do nosso futuro? Muitas previsões, mas a história mostrou que assim como o rádio, não acabou com o jornal, a televisão não acabou com o rádio, o sistema de impressão digital não acabou com o off-set que também não acabou com a tipografia. Enfim, sempre haverá espaço e necessidade para informações relevantes e principalmente confiáveis. Obrigado Jornal Correio de Uberlândia, a APP Uberlândia é hoje uma entidade respeitada porque teve e sempre terá veículos de comunicação e profissionais comprometidos com a qualidade.


BALANÇO

A gestão 2015/2016 atuou fortalecendo os 3 pilares da entidade. O relacionamento institucional e social, que possibilitou a troca de experiências e conhecimentos entre profissionais de todas as áreas da comunicação. O aprendizado e a inovação, com atividades focadas no desenvolvimento e na formação profissional. E o crescimento e a gestão, conscientizando sobre a importância da representação orientada para a defesa dos interesses da classe.

Contou com a colaboração de inúmeros associados, diretores e parceiros para oferecer: pesquisa com anunciantes, reunião de núcleos estaduais, rodada de Negócios, Workshop de Finanças, Missões para New York e Belo Horizonte com apoio do Sebrae/MG, 3º e 4º Fórum de Criatividade e Marketing, participação no Encontro Nacional de Capítulos da APP Brasil, cursos de mídia, produção gráfica e criação em duplas, informativos, coluna semanal e divulgação on-line, café com negócios, almoço executivo e happy hour, apoio na realização de eventos como o InterCom/UFU, Semana Internacional de Comunicação e Geração Digital, palestras e presença em eventos universitários, premiações e reconhecimentos, 11ª e 12ª Feijoadas, campanhas do Projeto Compra Consciente, encontro de Líderes e representatividade nas entidades de classe e nova sede junto à CDL.

2017/2018

A Associação dos Profissionais de Propaganda (APP) de Uberlândia atuou durante os últimos 8 anos com referência em um mesmo planejamento.

Contamos com seu apoio na elaboração ou aprimoramento das ações para 2017 e seu futuro. Participe da próxima gestão.

Dia 12 de janeiro teremos a primeira reunião aberta do ano, precisamos renovar e contamos com a participação dos profissionais de comunicação.

Você e o negócio da comunicação tem muito a ganhar.


Boas Festas e Feliz 2017.

Carlos Magno Ribeiro d´Armada
Presidente APP – 2015/2016

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Coluna Canto do Galo | 08/12

Nova conta

A agência Ponto e Vírgula Comunicação dá boas-vindas ao seu novo cliente Neonatale. Com foco em atendimento médico em obstetrícia, pediatria e gestação de alto risco, a Neonatale chega a Uberlândia com corpo clínico especializado e todo o cuidado às futuras mamães e seus filhos. 

E com muita satisfação a agência Ponto e Vírgula cuida da comunicação impressa e digital e deseja sucesso ao seu novo cliente!

Hotel Super 8 promove evento de inauguração em Uberlândia


O Grupo Spasso, diversificando seus negócios, entra para o setor hoteleiro trazendo para Uberlândia a Rede Super 8.

A marca foi fundada em 1974 nos EUA com a filosofia de fornecer um serviço de qualidade a preços acessíveis, chegou ao Brasil através da Latinn Hotels, que é a desenvolvedora e operadora exclusiva do Super 8 no país.

A campanha de lançamento, assim como o evento de inauguração e a assessoria de imprensa estão sendo feitos por empresas associadas da APP: Quanta Propaganda, 

Ícone Live Marketing e Ares Comunicação, respectivamente.

A todos sucesso neste novo empreendimento.

Clientes Magno Publicidade no Top of Mind

No dia 25 de outubro aconteceu a 19º edição do Top of Mind. No evento, são premiadas as marcas mais lembradas pelos consumidores uberlandenses em diversos segmentos. 

Ser uma das marcas mais lembradas demonstra que todo o esforço de comunicação teve o efeito desejado e neste ano, a tradição da Magno Publicidade contribuiu para que o Café Cajubá, Futura Veículos, Vozzuca e Guaraná Mineiro fossem umas das marcas mais lembradas em seus segmentos. 

“Acontece no próximo domingo, dia 11 de dezembro, às 13h, o vestibular Esamc. Inscrições no site www.esamcuberlandia.com.br



A ESAMC é um centro de excelência em educação nas áreas de Negócios, Comunicação, Engenharia e Direito. O grande diferencial dos nossos alunos é a sua visão completa do mercado, adquirida através do nosso modelo pedagógico, corpo docente e desenvolvimento das competências. 

Nós formamos profissionais para atuar em um mercado altamente competitivo; e, em empresas que buscam atingir suas metas através do sucesso neste mercado. A ESAMC está entre as 50 melhores Instituições de Ensino Superior do Brasil, o que reflete a consolidação de nossa imagem acadêmica".

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Relações Públicas no Brasil: Estamos pavimentando!

Perto de completar mais um ano de existência no Brasil, as Relações Públicas passam por mudanças ferramentais, de metodologias, nomenclaturas (que aparecem quase que diariamente) e de ensino nas faculdades, tudo isso, acompanhado com o crescimento do mercado de comunicação, com foco em ações e planejamento de RP.

Vivo no meio de muitas discussões, algumas saturadas sobre o papel do relações-públicas em relação à assessoria de imprensa e, mais recentemente, em relação às rede sociais e a famigerada disputa por espaço no mercado de trabalho/valorização da profissão em relação à essas atividades serem exercidas por jornalistas e publicitários. Inclusive, muitos amigos reclamam das ofertas de emprego e por outras profissões estarem tomando conta do "lugar" de Relações Públicas, mas, a pergunta é: Você está preparado? As vagas oferecidas são convergentes às suas habilidades? Como você se apresenta para o mercado? Se existe algum gap em relação à qualquer uma dessas perguntas, você precisa mudar sua postura!


Aqui mesmo no RP e PP já falamos, por vezes, sobre a valorização da profissão e chegamos à conclusão de que somos uma profissão que muitos desconhecem e que precisamos realizar ações de conscientização e conhecimento das RP nas escolas e no mercado, mas, antes de tudo precisamos ser RPs dentro das nossas casas, com os nossos pais e parentes.

Uma profissão nova!

Em 1914, no Brasil, Eduardo Pinheiro Lobo dava início a uma área de Relações Públicas. Tratava-se de um engenheiro trabalhando como RP. Depois disso, temos trinta anos sem uma atuação relevante ou qualquer pesquisa importante sobre a área no Brasil, que teria só mais tarde com Cândido Teobaldo de S. Andrade, o primeiro RP, de fato, do Brasil. Estamos falando de uma profissão que está em construção, ou melhor, em pavimentação!

O caminho para Relações Públicas buscar sua valorização ainda é grande e isso passa pela participação do profissional em eventos, realizando bons projetos, sabendo vender e executar ideias. 


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Coluna Canto do Galo APP Uberlândia | 26/10

"Prêmio Melhores do Ano - Top 100" – ESAMC

No dia 23 de setembro a Faculdade Esamc, recebeu pela 11ª vez o "Prêmio Melhores do Ano - Top 100", como Melhor Faculdade Particular de Uberlândia, mostrando a consistência e a seriedade no do nosso trabalho. Esse reconhecimento nos enche de orgulho e, principalmente, de responsabilidade para continuar a oferecer o melhor aos nossos alunos e a toda sociedade.


Rádio Líder comemora 01 ano da volta dos Acústicos com Thiaguinho

A rádio Líder FM completa neste mês de Outubro, 01 ano da volta dos Acústicos em Uberlândia e para comemorar, presenteia seus ouvintes com um acústico muito especial, nesta edição de aniversário, a rádio traz ele que é muito admirado por sua alegria e ousadia, Thiaguinho. No dia 27 deste mês, 93 ouvintes e convidados terão uma noite inesquecível. E para que você faça parte desta grande festa entre em nosso site www.liderfm.com.br e cadastre-se.

TV Integração realiza bate-papo digital em Uberlândia
Gerente de Conteúdo e Internet Afiliadas Globo, Vitor Castro, falou sobre o assunto

A TV Integração realizou, na manhã da última quinta-feira (20), um bate-papo digital com o gerente de Conteúdo e Internet Afiliadas Globo, Vitor Castro. O evento, que aconteceu na APP Uberlândia, reuniu o mercado publicitário e anunciantes da cidade.

No encontro, Vitor Castro, que trabalha há 19 anos na Globo e há 6 na Gestão desta área, fez um panorama sobre o mercado de internet no Brasil e apresentou as soluções de comunicação da Globo e TV Integração, através dos portais G1, Globoesporte.com e Gshow.


Segundo o gerente de Marketing da TV Integração, Fabricio Sangenetto, a ideia de trazer Vitor Castro a Uberlândia surgiu da necessidade de mostrar a realidade do mercado da internet no Brasil. “Com esse encontro nós promovemos um debate da relevância da internet como mídia para a construção das marcas e subsidiamos o mercado com dados seguros e confiáveis acerca deste meio, apresentando as melhores soluções. E ainda assim contribuímos com a missão da TV Integração, desenvolvendo mercado e pessoas”, explicou.

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Evento da USP reúne comunicadores para discutir as transformações da comunicação

Você conhece o Ciclorama? Dá uma olhada nesse evento!

O Ciclorama é um evento realizado anualmente pela Agência de Comunicações ECA Jr. da Universidade de São Paulo. Este ano, o evento oferece palestras, mesas de conversa, mini talks e workshops, e busca também tratar a comunicação de forma mais dinâmica.

O tema da 13ª edição,“A comunicação (se) transforma”, aborda como a comunicação é capaz de transformar as pessoas, gerando impactos positivos na sociedade; e, ademais, é passível de transformação, em razão da utilização de novos meios de comunicação e de novas linguagens.

Nas mesas de conversa e nos mini talks, destacam-se a participação dos cineastas Marina Person e Daniel Ribeiro, de representantes do coletivo feminista Think Olga e do núcleo de inteligência Think Eva, do canal do youtube Canal das Bee e das páginas de facebook SP Invisível e Humans Of São Paulo. Ocorrerá também um workshop idealizado pela Fundação Estudar.

O coffee do evento conta com apoio de marcas como Mr. Cheney, Ana Maria e Pipocas Clac. Além disso, serão realizados sorteios de produtos. Livros serão oferecidos pelas editoras Summus Editorial, Companhia das Letras, Paulus, Edicon e Boitempo Editorial. Ingressos para peças de teatro foram concedidos pela Reserva Cultural, pelo Teatro Gazeta e pelo Teatro Ressureição. A Molin oferece kits de papelaria e a Yes Brasil pastas. A Natura além de marcar presença na programação, disponibilizou, ainda, kits da linha Sou.

Tudo isso ocorre nos dias 25, 26 e 27 de outubro, na Escola de Comunicação e Artes da USP, na Cidade Universitária. Para mais informações, basta acessar o evento no facebook.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Coluna Canto do Galo APP Uberlândia

A coluna Canto do Galo, da APP (Associação dos Profissionais de Propaganda) Uberlândia faz sua estreia no Blog RP e PP. Veja as principais movimentações do mercado da comunicação, eventos e novidades aqui, toda semana no RP e PP!

Seminário Internacional Universidade de Buffalo
Venha desenvolver sua criatividade com os melhores especialistas do mundo de 12 a 19 de novembro de 2016.
Conquiste seu diploma em criatividade da famosa Universidade de Buffalo.
Reservas e mais informações http://www.alquimiabrazil.com/ksp/ email: contato@alquimiabrazil.com e também pelos fones: (31) 99639-5959 ou 31 99578-0972

TV Paranaíba lança Paranaíba Play
A TV Paranaíba inovou mais uma vez ao lançar o Paranaíba Play, disponibilizando a sua programação local pela internet em tempo real. Agora, os programas produzidos pela emissora em Uberlândia podem ser assistidos em qualquer lugar pelo site www.tvparanaiba.com.br/playpor meio do celular, tablet ou computador.

Canto do Galo no RP e PP

Yellow Monkey celebra 5 anos.
Nesta última quarta-feira, a agência Yellow Monkey celebrou seu 5º aniversário. Um evento que contou com 150 convidados entre clientes, parceiros, fornecedores, equipe e amigos que fazem parte da história da agência. O evento também contou com a participação de Domênico Massareto, Diretor de Inovação do grupo TBWA, batendo um papo com os convidados sobre criação e inovação. "É com muita alegria e orgulho que celebramos esses cinco anos de empresa. Superamos grandes dificuldades nesses últimos anos de incertezas políticas e econômicas sem nunca perder a essência do que acreditamos: boas ideias funcionam. Em nome da equipe e dos meus sócios, Rogério e Danilo, quero agradecer a todos que, de alguma forma, fazem parte desta história". Comenta Gustavo Patrício, diretor de criação e sócio fundador da Yellow Monkey.

17 Anos da TV Vitoriosa
No dia 30 de setembro, a TV Vitoriosa comemorou seu 17º aniversário de atuação no mercado, em comemoração, a emissora desenvolveu um novo logotipo, mais atual e padronizado com o do SBT. Além disso, colocou no ar o novo site,www.redevitoriosa.com.br, uma forma de apresentar a TV Vitoriosa de maneira mais dinâmica e moderna para o público que está no mundo digital, além de apresentar as ações que são desenvolvidas pela emissora.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Indústria da mineração desafia universitários a ressignificarem o setor

A Aberje - Associação Brasileira de Comunicação Empresarial, em parceria com a Agência de Comunicação ECA Jr. e a Maxpress, realiza a sexta edição do Prêmio Universitário Aberje/PUA, que tem o intuito de incentivar universitários de todo o Brasil a aplicarem seus conhecimentos acadêmicos na resolução de um problema real do mercado. 

O tema deste ano é “Atividade essencial para o desenvolvimento da sociedade. A indústria da mineração é mais do que o que você vê”, que desafia os jovens a ressignificarem a indústria da mineração, mostrando o quanto a sua atividade está presente em nosso dia a dia e é essencial para vivermos em sociedade. A ação tem patrocínio da Vale e apoio da Anglo American, AngloGold Ashanti, Gerdau, Hydro, Ibram, Kinross e Usiminas.
As inscrições já estão abertas e vão até o dia 19 de setembro. O valor para participar é de R$ 70,00 a R$ 100,00 por grupo de 2 a 5 integrantes. Os grupos podem ser composto por estudantes de cursos e/ou faculdades distintas, mas recomendamos que ao menos um integrante seja da área de Comunicação Social. Além da possibilidade de resolver o case, a inscrição garante a oportunidade de conhecer as instalações de uma das empresas apoiadoras por meio de uma visita técnica.

Os envios das soluções devem ser feitas até o dia 19 de setembro e serão avaliados por grandes profissionais de comunicação do mercado. As 20 melhores equipes irão apresentar suas propostas em uma audiência pública, presencial, em São Paulo/SP, e os cinco finalistas farão sua defesa final dentro do maior congresso de mineração do mundo, o World Mining Congress 2016, no Rio de Janeiro/RJ. Os três primeiros colocados ganham prêmios de R$ 10 mil, R$ 5 mil e R$ 3 mil respectivamente, além de uma viagem para Carajás, no Pará, com passagem, hospedagem e alimentação inclusos.

Inscrições no site: http://www.premiouniversitarioaberje.com.br/

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Olimpíadas Rio 2016: Contradição e um grande evento para melhorar a imagem de um país ferido

É notável que o Brasil sofre com uma crise política, econômica e existencial, e já faz tempo! A imagem do país para os brasileiros já não é boa e existe uma pressão muito grande por parte da mídia nacional, da população, sobretudo, das notícias que são exportadas para outras nações. O Brasil que teve em noticiários internacionais, por conta de escândalos de corrupção, por conta dos rebaixamentos e classificações como país pouco confiável economicamente, pelo impedimento da presidente Dilma Rousseff e, por último, por conta da desorganização das contas e obras das Olimpíadas do Rio de Janeiro, hoje, está respirando um pouco melhor por conta do que está sendo visto nas próprias Olimpíadas.

Nota...

De acordo com a organização dos Jogos, mais de 11 mil atletas competem na primeira edição dos Jogos Olímpicos da América do Sul e ainda, mais de 1 milhão de pessoas podem circular pela cidade do Rio de Janeiro durante as Olimpíadas. Um número gigante, tendo em vista o terror que se pintava em relação a violência e ao caos na segurança pública. 

Um país com dimensões continentais chamado Brasil!

Com tantos problemas institucionais, o Brasil encontrou redenção em um momento único. A abertura das Olimpíadas no Rio de Janeiro, que foi um evento a altura das proporções do nosso país e que não ficou devendo para outras memoráveis aberturas de Jogos Olímpicos. Alguns podem dizer: a política e as áreas essenciais (saúde, educação, transporte, segurança e afins) ainda estão na UTI. Concordo! 

O que eu gostaria de deixar bem claro é que este post não é uma defesa para a política do país ou uma cortina de fumaça sobre os problemas que vivemos diariamente, mas sim, um olhar voltado para a imagem do país após a abertura dos Jogos (alinhando olhares e expectativas). Se você quiser ler algo sobre política e contradições sobre a Olimpíada, leia o este artigo do Sakamoto - concordo com tudo que está lá (desta vez).

O vôo do 14 Bis foi ovacionado pelos brasileiros e contestado pelos americanos

Escolhas e Simbologia

Falar de simbologia é tocar nas escolhas que foram feitas para simbolizar cada elemento da história contada na abertura. Muitas escolhas felizes foram feitas! Iniciar pelo surgimento da vida, passando pelos primeiros habitantes do mundo, até chegar ao Brasil indígena e suas primeiras moradias, foi um belo pano de fundo para tudo que foi contado. 

Contar a história de um brasileiro ilustre como Santos Dumont foi, no mínimo, uma homenagem merecida e um ápice gigante para a história (que inclusive gerou indignação em alguns jornalistas americanos - mas, mil desculpas!). A escolha dos repertórios, da entrada das escolas de samba, o desfile de Gisele Bünchen, o hino nacional cantado por Paulinho da Viola e, até mesmo, a Anitta, que não fez feio ao lado de Gil e Caetano. Foram boas escolhas! Por fim, Guga, Hortência, para condução final da tocha e Vanderlei Cordeiro de Lima que acendeu os corações dos amantes de esportes e a pira Olímpica foi, sem dúvida, a melhor das escolhas, pela imagem de entrega total e superação desse esportista (a imagem do verdadeiro brasileiro)! 

O poder da imagem e suas contradições!

Fernando Meirelles, diretor artístico da abertura das Olimpíadas Rio 2016

Logicamente que a festa midiática é feita a partir da mostra de imagens positivas, regadas a música envolvente e com apelo forte ao mais popular dos repertórios. Tudo gera arrepio! Quando Fernando Meirelles escreve o que está nos tuítes acima, a imagem que se quer passar é que tudo que há de ser tratado será tratado na abertura, mas, entregando o que o público quer ver. Um espetáculo! 

Foto de Tércio Teixeira, feita do Morro da Mangueira, Rio, durante a cerimônia de abertura das Olimpíadas.

Mais uma vez, não quero falar de política, mas, gostaria de deixar claro que a mídia está com os olhares voltados para o que é notícia e nos faz esquecer, por alguns instantes, o que realmente acontece ao nosso redor. É muito normal que o espírito olímpico tenha tomado os corações de milhões de pessoas pelo Brasil, mas, é inegável que estamos vivendo uma dicotomia muito grande. A imagem que fica é a que os Jogos Olímpicos podem trazer o patriotismo e estancar, por hora, a ferida que o país deixou visível para o mundo todo. 

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Conteúdo + Criatividade + Dados = Relações Públicas Digitais. Workshop com Amanda Takassiki e Florilson Santana #RPWeek

A tarde do quarto dia de atividades da RP Week, na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, foi, mais uma vez, repleta de informações e disseminação dos conceitos de Relações Públicas e o Workshop "Relações Públicas Digitais", com os RPs Florilson Santana, criador da página RP Depressão e Amanda Takassiki, criadora da maior fanpage sobre RP do Brasil, a RP Brasil. Com tantos cases pessoais na área de digital, a Amanda e o Floris (como todos o conhecem), encheram a plateia de informações e dicas relevantes.

Muitas discussões aconteceram e a apresentação se transformou em um grande bate-papo. Segundo os palestrantes, em consenso, não exite uma receita de bolo para fazer sucesso nas redes sociais, ou seja "não fique preso em ter que postar em horários estipulados por e-books ou publicações e estude o seu público-alvo", disse Amanda, sobre o fato de muitos social medias ou produtores de conteúdo ficarem presos às regras e se esquecerem de quem consome, de verdade, o que é produzido.

Várias dúvidas surgiram sobre impulsionamento de publicações, a utilização do humor para a produção do conteúdo, monitoramento e, até mesmo, como cobrar pelo serviço. A questão dos impulsionamentos foi abordada com uma dica que vai de encontro ao monitoramento do comportamento das pessoas em relação ao conteúdo - se o conteúdo obteve bom engajamento, sem um investimento, talvez valha a pena investir neste conteúdo para aumentar, ainda mais, o engajamento e o retorno da ação. A cobrança do serviço é algo ainda muito dolorido para o comunicador e isso ficou muito claro na exposição da Amanda e do Floris. "Algumas pessoas cobram pelas horas trabalhadas, outras, querem participar dos lucros das ações", disse Amanda.

Floris é exemplo de humor nas redes sociais. Ele atua de maneira super criativa à frente da fanpage RP Depressão. Ele explicou que o humor é uma estratégia valiosa e que já vem sendo utilizada com maestria por algumas páginas, como: Prefeitura de Curitiba, Giraffas, Esporte Interativo, entre outras. Ser criativo é uma somatória de fatores que passa pelo fato da pessoa ser curiosa, observadora, que opte pelos caminhos incomuns, que se inspiram nos acontecimentos atuais para fazer conteúdos sensacionais e, acima de tudo, de que façam das suas ideias uma realidade!

O conteúdo em redes sociais é algo maior do que só informar. É uma forma de fazer relacionamento e criar relevância. Ficou claro no workshop que a personalização dos conteúdos, de acordo com personas, que a constância e que a criatividade fazem parte das boas práticas de Relações Públicas Digitais. Floris e Amanda são exemplos vivos do sucesso de ações digitais e passaram, sem medo, conhecimentos e atalhos para quem participou da atividade.

Florilson Santana e Amanda Takassiki no Workshop "Relações Públicas Digitais"

No fim, a mão na massa!

Grupos foram montados para pensarem em ações de lançamento para a segunda temporada de Narcos. Muitas ideias loucas (no bom sentido) apareceram e, de uma vez por todas, confirmamos que o profissional de Relações Públicas é extremamente criativo. 

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Comunicação: Da paixão à estratégia

É sempre um prazer receber pautas relevantes aqui no RP e PP, mas esta, em especial, veio de Manaus, da grande parceira aqui do blog, a Ana Clarissa Cavalcante, relações-públicas e fundadora do RP Manaus. Na pauta de hoje, temos um dos maiores festivais culturais do mundo, que é o Festival de Parintins e a Ana nos contou como foi participar da comunicação de uma das marcas patrocinadoras do evento, a Brahma.

Boi Caprichoso: Vencedor da batalha de hashtags pelo segundo ano consecutivo

Unir duas paixões em um só lugar não é pra qualquer profissional e a Ana teve este grande privilégio. Este ano, ela teve a oportunidade de trabalhar no processo criativo da Campanha da Brahma - O sabor do Festival, o qual a empresa é patrocinadora oficial do Festival Folclórico de Parintins.

O espetáculo acontece tradicionalmente no último final de semana do mês de junho e, neste ano a festa ocorreu nos dias 24, 25 e 26. Neste período, a cidade de Parintins, localizada à 325 KM de Manaus possui acessos por via fluvial e aérea, recebe vários turistas de todas as partes do Brasil e do mundo. A Ilha Mágica possuí cerca de 200 mil habitantes, o povo parintinense pode ser descrito como ousado, criativo e talentoso.

O Festival baseia-se na disputa por 21 itens que são divididos por três blocos: musical, cênico/coreográfico e artístico dos dois bois-bumbás, o Garantido (boi do coração) e o Caprichoso (o boi da estrela), que durante as três noites duelam na arena para saber quem leva o título. Como sabemos, as relações públicas não se limitam a interagir isoladamente com um público. A essência da atividade é o relacionamento com várias personas (públicos).

Boi Garantido: A festa da cultura de Parintins na fotografia de Adanilson Nascimento

Sabendo disso, para a realização da campanha, houve uma pesquisa profunda para identificar a melhor forma de engajamento, interação e relacionamento entre os brincantes, simpatizantes do festival com a marca. Esta pesquisa levou em consideração a linguagem utilizada no meio artístico dos Bois e os dialetos da população. Para a realização da Web Série foram pesquisados ícones que fizessem parte da identidade cultural do povo parintinense com a finalidade de que o telespectador se sentisse representado ao assistir o que foi produzido e, assim, a publicidade conseguisse um aspecto social de valorização da cultura e dos costumes locais.


Registro fotográfico: Adanilson Nascimento

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Papo furado? O que a comunicação tem a ver com a inovação?


Inovação, Desing Thinking, UX, Canvas, Persona, Doble Diamond, Startup, etc. Você já deve ter ouvido algumas dessas palavras ou expressões dessa onda de ferramentas e dos novos jeitos de se resolver problemas/criar soluções. Se não ouviu, por favor, pesquise! Bom... resolvi escrever este artigo pelo turbilhão de experiências que venho vivendo nesses últimos anos da minha vida, pra ser mais exato, nesses últimos quatro anos que estão sendo a base para um crescimento pessoal incrível!

Experiência

Após estes anos participando de semanas de empreendedorismo, eventos de inovação, weekends e até um programa de aceleração (Lemonade), resolvi, junto aos meus sócios, montar a nossa própria startup, iniciando uma nova empreitada, rumo ao caminho, sem volta, da incerteza. "Uma startup é uma instituição humana designada a entregar um produto ou serviço sob condições de extrema incerteza”. Essa é a definição de Eric Ries, autor do livro “Lean Startup”, não sou eu quem está falando.

Meus sócios: Felipe Malta e Cleiton Campano (startup Prove Tools)... após um momento de grande felicidade no Lemonade 3TM... perdoe a pose!

Em momentos de completa incerteza onde o empreendedor é o agente principal e o mercado é uma floresta negra a ser desbravada, a grande sacada é saber planejar. Mas, planejar na incerteza? Como? O primeiro passo é deixar claro que a sua ideia resolve uma dor de mercado. Valide e tente saber do seu público-alvo se o que você oferece é uma dor real. Se não for, pivote, ou melhor, realinhe a sua ideia.

Percepções

Após entender mais sobre o cenário das startups e de como a inovação pode ser trabalhada no dia a dia das pessoas, eu consegui coletar algumas percepções, mas, como sou um cara de comunicação, não vi nada mais forte do que isto que vou lhe contar! 

Sou relações-públicas e atuo em uma agência de comunicação, a Inspire, que possui dois anos de mercado e, nesses dois anos, sempre atendeu startups de segmentos diversos: de educação, telecomunicações à games. A partir dessas experiências, aprendi, junto aos meus amigos, sócios e companheiros de trabalho que muitas startups possuem algumas deficiências, como toda empresa comum, mas, que na ânsia de deixarem os seus produtos 100% alinhados com o que o consumidor espera, se esquecem de um detalhe importante: A Comunicação!

Sabendo dessas deficiências, busquei um depoimento de um cara que admiro muito e que trabalha com uma causa muito bacana. Veja o depoimento do Gabriel Ferreira, sobre a importância da comunicação no mercado das startups.

"Inovação e Tecnologia são as temáticas que dominam o universo das startups. A preocupação inicial dos empreendedores é o desenvolvimento das soluções e o modelo de negócios. Mas eu pessoalmente, até por vir de uma formação de administração e marketing, sempre dei uma importância fundamental ao Posicionamento Estratégico. De nada adianta um bom produto com um modelo eficaz se você não se posiciona no mercado. Quantas soluções tecnológicas melhores ficaram para trás devido ao posicionamento anterior de um concorrente direto. Comunicação é fundamental para o posicionamento, para a criação de uma identidade, para a construção da confiança, que é força motriz da ação dos consumidores em relação às suas compras". Gabriel Ferreira, da startup focada em doação de sangue, Salve Mais Um, classificada para a próxima fase do concurso BeDream da Bel Pesce.

Outro grande insight sobre a comunicação e os modismos que ela traz para este mundo de inovação (que já está cheio de modismos). É um tal de ficar gerando conteúdo a torto e a direita, sem um estudo prévio, ou pior, sem um objetivo claro que esteja ligado à uma estratégia/propósito. Veja neste depoimento abaixo do Jayr Motta. 

"Muito mais que só escrever em um blog, a comunicação deve ter face estratégica, funcionar para se relacionar com clientes, através de diálogos. Muitas vezes, a comunicação é usada como ferramenta genérica, mas, o ideal é ser estratégico e entregar valor para o usuário. Outro ponto importante e decisivo é pensar na perpetuidade dos nossos negócios, e isso passa pelo simples ato de fazer follow-ups pra saber se a solução está sendo utilizada e, mais do que isso, se o cliente está atingindo os seus objetivos com o que pensamos para ele (o popular Customer Success). A comunicação, no final das contas, é a cola de tudo!". Jayr Motta, co-fundador da YouExpert, startup do setor de educação.

Papo furado?

Outra coisa que consegui coletar em conversas informais, que sempre tenho com amigos empreendedores (os de verdade, não de palco) é que, internamente, não pode existir falhas e, para isso é importante ter um propósito e compartilhar este propósito com as demais pessoas da equipe, tornando os processos, uma cultura. Uma verdade que precisa ser disseminada é que, não existe mundo externo feliz, sem que, internamente, as coisas não estejam alinhadas. 

Então, mais do que produto, features, tecnologia e desenvolvimento, precisamos pensar na continuidade do que está sendo feito, já que é difícil captar, manter e fidelizar. Papo furado? Definitivamente, não!



terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Escolhi continuar Relações Públicas

Fui escolhido por Relações Públicas, como 99% dos formados neste curso! Depois que conheci, escolhi! Escolhi continuar RP e fazer dos meus esforços um meio de incentivar mais e mais pessoas a continuarem junto comigo.

Nada mais bonito e normal nessa vida do que uma boa dúvida! Sou professor do curso de Relações Públicas da faculdade ESAMC, em Uberlândia, MG, e me pego com alunos que escolheram o curso de RP, divagando sobre seus futuros na vida profissional e, mais que isso, vejo muitas pessoas talentosas se limitando, pondo dificuldades e fazendo do sonho, um pesadelo!


Não se limite!

O que falei no parágrafo anterior, por mais duro que possa parecer, é a fotografia da realidade de uma profissão que possui estudantes com síndrome de vira-lata. Essa síndrome ataca você de um jeito que faz a sua cabeça pensar que você não é capaz, e o pior, faz você ter a certeza de que é menor que os outros. A boa notícia é que você não é pior que ninguém e que é totalmente capaz de fazer as coisas acontecerem! Olha que coisa... parece que estou mandando um recado para eu mesmo, também!

Falando sobre Relações Públicas, analisando a comunicação que é feita, vendo os profissionais que atuam e, principalmente, a movimentação deste mercado num sentido macro, eu percebo que as oportunidades são gigantes, porém, como nada pode ser tão fácil na vida, temos obstáculos.

Qual é o problema?

Em uma palestra que ministrei me perguntaram sobre as dificuldades que o RP tem no mercado e, sem hesitar muito eu respondi que era a capacidade de vender o próprio trabalho. O bom Relações Públicas consegue escrever um planejamento de comunicação, traçar objetivos, metas de comunicação, sabe analisar o teor das mensagens e ligar os pontos de uma comunicação integrada, mas, antes de tudo isso, ele não sabe vender!

Os RPs são exímios planejadores e ótimos executores, geralmente. Na academia, aprendemos o valor da comunicação vinda dos níveis mais baixos e como tratar essas informações nas escalas maiores. Sabemos que o retorno de imagem é algo maravilhoso, que a opinião pública deve ser levada em consideração para tomadas de decisão e que todos os públicos envolvidos devem ser alimentados, não só com informações, mas também com relacionamento. O que ainda não sabemos é vender! Vender no sentido de mostrar o quanto vamos dar de retorno para os clientes. É ROI! ROI puro!

Isso não é um conselho!

Chame as próximas linhas de dicas ou toques espertos, pra você melhorar, sabe? Tente buscar, cada vez mais, coisas que estejam fora da academia. Não estou dizendo pra você sair da faculdade ou que ela não tenha valor, só estou dizendo que você não verá tudo por lá! Procure cursos, seja online ou presenciais - seja de finanças, oratória, marketing, negociação - se reforce onde não está indo bem. Para isso, faça a sua própria SWOT! Liste suas Forças, Fraquezas, que são as suas características - coisa que você controla - e liste também as Oportunidades e as Ameaças que você tem no ambiente externo - o que você não pode controlar.



Outro toque bacana, que eu já tinha citado é... Conheça a RP School, que está com cursos muito bons e podem te ajudar a ser um RP dos melhores! Já estou fazendo alguns cursos por lá e eu recomendo Clique aqui e conheça a RP SCHOOL. Procure saber dos encontros e congressos da Aberje. Afilie-se em entidades de classe da sua cidade. Faça relacionamentos!

****Bônus!!! Se você é um Relações Públicas interessado em qualquer curso da RP School e gostaria de se inscrever em alguns deles, nós temos cupom de desconto especial do RP e PP. Envie um e-mail com os cursos que gostaria de fazer para blogrpepp@gmail.com que nós te contamos tudinho!

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Acabou Jéssica? Os principais tópicos de 2015 para o RP e PP

De primeira, gostaria de avisar que 2015 foi um ano confuso, porém, cheio de aprendizados. No blog RP e PP falamos sobre muitas coisas em torno da comunicação e municiamos os nossos leitores com materiais relevantes, provocativos e, acima de tudo, sem fugir da essência principal deste canal, que é ter textos leves, rápidos e de alto valor. Não sou eu quem estou falando, foram os leitores que disseram! 

Este ano foi o reinício de uma jornada que começou em 2011 e que eu me propus a fazer algo diferente pelo blog, pelos leitores. Voltei após uma conversa com uma leitora que me pediu para voltar e me senti na obrigação de fazer isto depois de ver o RP e PP na barra de favoritos de algumas pessoas. Voltei, principalmente por precisar exercitar com mais afinco, a minha condição de Relações Públicas. Juntar pessoas!


Em 2015 tivemos grandes matérias sobre comunicação, sobre conscientização da importância de fazer planejamento, matérias sobre erros de cálculo de grandes empresas, cobertura e participação em eventos por esse Brasil (coberturas pelo Twitter do RP e PP também) e grandes entrevistas com profissionais renomadíssimos, verdadeiros gênios da comunicação, e isso foi maravilhoso.

Como não se lembrar da matéria que fizemos com o Cristiano Santos, Social Media da Editora Globo! Em uma matéria linda sobre o LinkedIn. Ou então, sobre o Snapchat, uma rede social que ganhou força este ano e que ficou mais fácil de ser entendida na entrevista feita com a especialista Amanda Oliveira. Não paramos por aí e ficamos muito curiosos para saber como uma das startups de maior sucesso no Brasil faz para surpreender os seus clientes, para isso, falamos com o Rodrigo Stoqui, da Sambatech. Batemos um papo muito produtivo, sobre propaganda, com os publicitários premiadíssimos em Minas Gerais, Daniel Labanca e Beto Gussoni. E para fechar este tópico com chave de ouro, falamos com Washington Olivetto, não acredita? Veja aqui!

Poxa! Esse ano foi bem conturbado também...

Tivemos confusões enormes! Quem não se lembra da treta com Zeca Camargo? E a grande repercussão sobre o caso de discriminação na Me Gusta? Entrevistamos o Luís H. Deutsch, responsável pela comunicação da Me Gusta Picolés Artesanais. Outra que entrou para a história e será estudada em Harvard, é a jogada de marketing mirabolante do Burger King. O RP e PP fez uma análise sobre o case! Bom, foram tantos os momentos, que selecionamos apensas os mais repercutidos por aqui.

E não é que também demos muitas dicas por aqui?

Pois é! Falamos sobre Relações Públicas e as nossas possíveis atuações em agências de marketing. Demos alguns toques sobre a crise em uma pequena lista de coisas que você precisa saber para sair dos momentos de pouco recurso! Falamos também sobre publicidade em um artigo rápido com "3 passos para se fazer propaganda no Brasil". Aproveitando esse clima de ano novo, falamos também sobre as principais características do profissional do futuro. Facilitamos as tomadas de decisões em um artigo sobre diagnóstico de marketing e desmascaramos o conceito de qualidade!

Foram tantos artigos bons, mas, acima de tudo, tantos resultados expressivos neste ano que o RP e PP voltou. Tivemos cerca de 55.000 acessos este ano, em uma média de 4.500 acessos mensais, várias citações do blog em outras plataformas, tivemos também entrevistas, palestras, coberturas. Um ano inesquecível para o RP e PP! 

Nós agradecemos, principalmente a você, leitor que confia no nosso trabalho. Nosso agradecimento também às agências de notícias que nos encaminham suas pautas sobre comunicação. Nossa profunda admiração a toda comunidade de comunicadores que se tornou uma fonte de grande valor para este movimento que fazemos, que é o de valorizar e reforçar o papel do comunicador.

Siga o RP e PP nas redes sociais. 


Ano que vem tem mais e com muita novidade por aqui e em outras plataformas! (suspense)

Continue com a gente em 2016!

terça-feira, 25 de agosto de 2015

RP e PP News!

Caramba! Como uma onda no mar, que vai e que vem, as novidades também não podem parar de chegar. Nesta semana, este blog que vos fala iniciou mais uma empreitada, rumo ao título do prêmio TOP BLOG 2015. O RP e PP esteve entre os 100 melhores por quatro anos consecutivos e agora tenta, mais uma vez, entrar neste seleto hall. Para votar, você leva, em média 40 segundos e pode votar quantas vezes quiser! Então, se este blog é um dos seus favoritos, por favor, não deixe de dar o seu voto!

Link para a votação: http://www.topblog.com.br/rpepp
*Você também pode clicar no banner que está na coluna da esquerda.

Outra novidade é a minha participação no site Publicitei. Toda segunda-feira, um conteúdo novo sobre comunicação estará no ar neste canal, que é feito por profissionais e alunos de comunicação. Você pode acompanhar os outros artigos também! Tem muito material interessante e que pode servir para o seu dia a dia. 

Confira a primeira postagem que foi pro ar ontem, 24/08: COMO FAZER PARA O SEU POSICIONAMENTO NÃO TE MATAR? 

Como fazer para o seu posicionamento não te matar?

Neste post eu explico o que é posicionamento de uma forma didática, que pode ser colocada em prática no dia a dia de qualquer empresa e dou três dicas fáceis para você tirar do papel os ensinamentos contidos no post. Espero que gostem do material!


Curta a página do RP e PP no Facebook!
Curta também, a página do Publicitei!

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Como fazer propaganda no Brasil? Um artigo rasteiro sobre a propaganda feita no seu país.

Venho notando uma fórmula parecida na maioria dos comerciais feitos na terra do samba. O nosso Brasil varonil! Pensei comigo, após vários comerciais assistidos: Tem espaço pra um tutorial aí! Bom, sem querer ser chato, mas, existem três elementos que, se utilizados com nexo, fazem qualquer propaganda. Veja só!


Problema!

Geralmente, quando você precisa de um produto ou serviço é porque você está com algum problema (necessidade ou desejo). Na propaganda atual, todo problema é mostrado de maneira intrínseca, ou seja, sem mencionar ao certo o que o produto ou serviço faz pelo consumidor. Trocando em miúdos, o problema necessariamente é mostrado junto com a solução, de maneira imperceptível para os olhos do consumidor. *Guarde essa informação para os exemplos que virão a seguir!

Piadinha!

Esse é o ponto que eu queria chegar há tempos! Nós sabemos que o brasileiro é um povo de extremo bom humor e que leva este elemento como curva de valor para escolher esta ou aquela marca. Traduzindo: quem conta uma boa piada é lembrado! Porém, nem sempre se lembrarão da sua marca, mas, a piada, com certeza será contada naquela roda de amigos (Você viu aquela propaganda nova com aquela mulher, a Verão, que os caras fazem ela ir e voltar pegando cerveja???? Todo mundo sabe! E a marca???).

Assinatura!

Esse é um elemento superimportante em qualquer propaganda que se preze. A assinatura é a marca patrocinadora da ideia. A dona do espaço. O que realmente deve ser lembrado. Porém, temos uma briga imensa nos dois primeiros quesitos acima e um mar azul a ser desbravado quanto à concorrência neste último item. O motivo? Bem! Talvez as premiações não sejam dadas para quem tem a melhor assinatura.

Veja alguns exemplos onde temos os três passos: problema, piadinha e assinatura. Vou citar casos recentes.

Seara. Com um belo trocadilho feito utilizando as letras S e A. O objetivo foi provocar o concorrente. Venda e necessidade do consumidor em segundo plano. Meu Deus! Milhões gastos pra isso.


Perdigão. Evite surpresa, vá na certeza! Poxa. Uma briga de egos comprada em rede nacional para vender presunto. Mais uma piada. Esta, sem nexo algum, onde Luciano Huck e sua amada Angélica (que não come presunto) aparecem nos filmes falando com vozes de criança. Provocativo, não!? Quase me mato de tanto rir, ou melhor, não sei se racho o meu bico ou se vou correndo comprar presunto.


Itaipava. Essa já virou um clássico que envolve o mal gosto de piadinhas machistas. Realmente o produto é deixado, mais uma vez, em segundo plano.


Ainda tenho muitos exemplos de piadocas mal contadas, porém, quero deixar claro que esse tutorial pode dar certo se tudo for equilibrado. Veja alguns exemplos de boas piadas que possuem ligação com suas respectivas marcas.

Posto Ipiranga. O problema é citado a todo momento pelo viajante (nesse filme, os viajantes foram Fernando e Sorocaba) e o homem hospitaleiro responde a todas as perguntas com a mesma resposta: Posto Ipiranga! Neste filme a dupla procura Diesel pro caminhão, lugar para tomar banho, descansar e, ainda, procuram um plus: desconto em cinema, futebol. Magistralmente, a piadinha vem. Rápida e ligeira como um foguete e a assinatura no fim do filme.

 

Vivo. A outra boa sequência de piadas e venda de serviços é da operadora Vivo. Nos roteiros, esses três elementos aparecem ainda mais latentes. O problema é vivido na pele pelo famoso (neste filme, o cantor e casamenteiro, Fábio Jr.) que reclamado sinal do seu celular. O ruivo vem com a solução: "Vivo Tudo - Internet, SMS e a internet é 4G" - que é a fala universal para todos os filmes. No final, um reforço da oferta e a assinatura.



Você tem mais alguma propaganda nesses moldes para compartilhar com a gente? Você pode fazer isso colocando o link ou comentando aqui em baixo. Lembrando que esse foi um artigo rasteiro! Ou seja, tínhamos muito mais para colocar por aqui: Tigre, Amanco, Skol, Nova Skin, Volkswagen, Fiat, Bauducco, OLX, Bom Negócio... e por aí vai! 

Espero que você tenha gostado. Se gostou, pode compartilhar este tutorial rasteiro com aquele seu amigo publicitário ou aspirante/estudante.


quinta-feira, 9 de julho de 2015

RPManaus lança novo projeto voltado para educação: Escola Experimental de Comunicação e Empreendedorismo (EExCE) oferecerá cursos livres a partir de agosto

Com o intuito de trazer para o público manauara novas oportunidades de aprendizado sobre o universo da Comunicação Empresarial, Marketing e Empreendedorismo, no próximo sábado, 11, a aceleradora de talentos RPManaus dará início ao calendário de cursos da Escola Experimental de Comunicação e Empreendedorismo (EExCE).

O lançamento será no formato de “aula inaugural” e contará com a presença de profissionais de comunicação da cidade, que irão debater sobre o mercado de trabalho e os desafios de crescer nesta área em Manaus. Jefferson Coronel, empresário e assessor político; Judy Tavares, relações públicas e mestre em ciências da comunicação; Luiz Júnior, co-fundador da agência digital Fermen.to; e Fillipy Sampaio, empresário e publicitário na Zenith Publicidade e Marketing, farão parte do debate que será mediado pela jornalista Laize Minelli.

“Esperamos que esta aula dê ao público uma ideia do que queremos trazer para a cidade por meio da EExCE. Sentimos uma carência muito grande em Manaus de cursos voltados para a área de comunicação e empreendedorismo que sejam ministrados por profissionais com boa experiência regional e nacional. Sabemos que muitos aqui em Manaus não têm a chance de fazer cursos em outros locais, por isso que gostaríamos de trazer estes profissionais para a nossa cidade e promover estes encontros”, afirma Ana Clarissa Cavalcante, idealizadora do RPManaus.

Ainda de acordo com Ana Clarissa, a escola já possui pelo menos quatro cursos programados para o segundo semestre de 2015. “A nossa ideia é montar uma grade formada por professores de fora e de Manaus, pois queremos muito valorizar os profissionais da nossa terra também. Já fechamos com três palestrantes de outros estados e um da capital”, explicou. Por enquanto, a Escola Experimental está sem uma sede oficial, porém todas as aulas serão oferecidas no Amazon Smart Office, localizado na Avenida Rio Jutaí, 34, bairro Nossa Senhora das Graças.

O primeiro curso da Escola Experimental terá como tema “O novo marketing, que educa, gera reputação e atrai clientes certos para o seu negócio”. A aula está marcada para o dia 8 de agosto e será ministrada por Ariane Feijó, relações públicas especializada em Marketing, Gestão de Arte e Cultura. Ariane atua há 15 anos no mercado e foi reconhecida duas vezes como uma das 20 mulheres mais influentes do marketing promocional pela atuação como gestora de conteúdo e networking para o site Promoview, no Festival de Cannes, França.


A “aula inaugural” começará às 10h, no Wandyñ Bar, localizado na Rua Emílio Moreira, 612, bairro Praça 14 de Janeiro. A entrada são duas latas de leite em pó.

Sobre o RPManaus

RPManaus é uma iniciativa focada na aceleração de talentos para jovens universitários de Comunicação Social que visa desenvolvê-los, capacitá-los e fomentá-los para o mercado de trabalho. Fundado em 2011, pela relações públicas Ana Clarissa Cavalcante,a equipe do RPManaus possui 16 integrantes, tendo como sede a Cardume Coworking. Atualmente, a iniciativa possui parcerias locais com instituições de ensino, empresas de eventos, corporativas, e ONGs. O grupo de parceiros também se expande a nível nacional, como a renomada a Fundação Estudar.

O RPManaus, conquistou dois prêmios nacionais em 2011 e 2012 como um dos melhores blogs de RP para ser seguido. Um espaço para gerir, desenvolver, liderar e executar! A iniciativa tem como objetivo estimular o desenvolvimento pessoal e profissional, e ajudar na formação de um networking com profissionais de comunicação, empresários nacionais e regionais, administradores, profissionais da área do turismo e entusiastas pelo empreendedorismo.


Serviço:

O que é: Aula inaugural da Escola Experimental de Comunicação e Empreendedorismo (EExCE)
Quando: 11 de julho (sábado), às XX
Local: Wandyñ Bar, localizado na Rua Emílio Moreira, 612, bairro Praça 14 de Janeiro.
Entrada: Duas latas de leite em pó
Postagens mais antigas Página inicial

Copyright © RP e PP | Traduzido Por: RP e PP

Design by Maurity Cazarotti | Blogger Theme by RP e PP

}); //]]>