Seu blog de Relações Públicas e Propaganda

Mostrando postagens com marcador cláudio andrade conrerp. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador cláudio andrade conrerp. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Como fazer uma nota de repúdio?

Nada mais oportuno do que falar sobre esse assunto, porém, completo dizendo: infelizmente. Uma das regras de alavancagem de conteúdo é aproveitar a agenda settings, escrever e publicar sobre. Escrevo incentivado por um acontecimento, no mínimo, infeliz e contraditório, que é o fato de um relações-públicas cercear o direito de mães poderem amamentar seus filhos onde quiserem, enquanto o próprio Papa convida as mães a amamentarem seus filhos durante um batismo (Veja aqui). 

No dia 06/01 o Presidente do Conrerp 2ª Região, Cláudio Andrade, fez comentários em suas redes sociais utilizando algumas palavras de baixo calão, sendo contra o ato de amamentar em público e sua atitude se espalhou pelos grupos de discussão de Relações Públicas do país inteiro, deixando profissionais e estudantes da área assustados e indignados com a situação.

Como forma de cobrar do Conrerp uma posição, os principais movimentos de Relações Públicas do Brasil se organizaram e redigiram uma nota de repúdio: 


"No dia 6 de janeiro de 2017, Cláudio Andrade desferiu comentários sobre o ato de amamentar em suas redes sociais, utilizando-se de argumentos rasos, palavras inadequadas e comparações menos adequadas ainda. Repudiamos as declarações e respostas ofensivas do atual presidente do CONRERP2 e reiteramos que as mesmas ferem o Código de Ética da Profissão - Frisamos que as Relações Públicas são instrumento de união e respeito pelas opiniões e, acima de tudo, se guia pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. Por fim, pedimos ao Conrerp 2ª Região e ao CONFERP para que avaliem a situação da melhor maneira possível, resguardando os seus Princípios Fundamentais previstos em seu Código de Ética.


Após a repercussão negativa, Andrade pediu desculpas (em três notas com teor diferente, em suas redes sociais).

Afinal de contas, o que é e como fazer uma nota de repúdio?

O repúdio pode expressar-se de diversas maneiras. Pode ser desde o ato espontâneo de vaiar em coro num estádio de futebol, durante um jogo, ou em pleno discurso público. No caso das notas de repúdio, sua serventia é mais que exercer o direito de se posicionar contra a algum ato, mas, tem o papel de documentar um posicionamento. 


Fazer uma nota com esse teor envolve conhecer a causa pela qual está lutando/contexto inserido, escrever com clareza os pedidos e/ou reclamações, sempre descrevendo o acontecimento com citação da cronologia dos fatos, dando nome aos responsáveis e embasamento, seja em leis, normativas, códigos de ética ou em preceitos ligados à situação/instituição (em casos de algo ou alguém ligado à instituições religiosas, preceitos religiosos podem ser utilizados ou, em caso de ser um advogado, normativas da OAB, por exemplo) e, o mais importante, não cabe em uma nota de repúdio a utilização de linguajar chulo ou ofensas aos que se endereçam a nota.

Há dois dias, a ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu) repudiaram o enredo de uma escola de samba do Rio de Janeiro (Imperatriz Leopoldinense). Veja esse outro exemplo de nota de repúdio na íntegra aqui
Postagens mais antigas Página inicial

Copyright © RP e PP | Traduzido Por: RP e PP

Design by Maurity Cazarotti | Blogger Theme by RP e PP

}); //]]>