Seu blog de Relações Públicas e Propaganda

Mostrando postagens com marcador rp. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador rp. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 28 de julho de 2015

RP: Características do profissional do futuro!

Gosto muito de ler e acompanhar canais que falam sobre comunicação. Tenho muitos que são meus favoritos (é incomum ter tanta coisa boa). Graças ao bom Deus, nós temos muitos bons blogs e sites especialistas no assunto: Versátil RP, Blog Mídia 8, Blog Relações, Camisa Nova, RP da Depressão (pra divertir a gente), RP Manaus (e como tem gente boa pelo lado norte e nordeste do mapa!) e também temos os grandes veículos - Meio e Mensagem, Mundo do MarketingExame, ProXXIma, entre várias outras publicações importantes que vale a pena você pesquisar.
Relações Públicas
Em meio a tantas coisas que venho lendo e anotando por esses dias, vi um vídeo feito pelo site Meio e Mensagem, muito bom por sinal, que fala sobre as características necessárias para o RP do Futuro. Grandes nomes do PR Brasileiro: Ricardo Cesar e Eduardo Vieira Sócios-Diretores na Agência Ideal, especialista em RP e Kiki Moretti, Presidente do Grupo Inpress, uma das maiores agências de RP do mundo, falaram sobre as suas percepções em um vídeo curto, mas com grande conteúdo. Hoje, uma amiga que já é formada em RP me mandou esse vídeo novamente e aí eu resolvi compartilhar com você que acompanha o RP e PP. Veja só!

Podemos concluir que o profissional de RP é o cara do presente. Estamos construindo um futuro junto com os nossos públicos, seja pela maneira que os estudamos e entendemos como eles estão mudando ou pelo jeito que tratamos a nossa profissão, sempre de maneira séria, com muito estudo e acompanhamento das tendências. E para você: Quais as características são necessárias para ser um RP fodão?

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Entenda como um RP atua nas agências de marketing

Os profissionais de Relações Públicas, assim como de outras áreas da comunicação, estão cada vez mais presentes nas áreas de marketing digital, com funções mais variadas e que auxiliam no desenvolvimento de áreas como SEO e mídias sociais. Já se tornou indispensável a presença desses profissionais em consultorias em SEO e as possibilidades de atuação são diversas.


O profissional de relações públicas é indicado pela sua capacidade de transpor para o universo digital diversas características necessárias para o desenvolvimento das empresas, como visão de futuro, alinhamento de estratégias, branding e conhecimento do universo do cliente. Esses elementos fazem com que os profissionais de RP se destaquem na área de marketing digital e sejam cada vez mais promissores dentro das consultorias em SEO.

Para quem deseja ingressar na área de marketing digital, algumas características profissionais são essenciais para fazer com que o profissional se destaque e tenha mais oportunidades de crescer, entre elas estão:

· Adaptação constante;

· Remodelagem;

· Inovação;

· Atualização;

· Comunicação.


RP e Marketing

Os profissionais de relações públicas atuam em diversas funções dentro do marketing digital, o que permite que eles apliquem o know-how da área para propor mudanças e reformulações nas empresas em que atuam. Algumas áreas onde esses profissionais atuam são:

· Planejamento de mensagens e posicionamento;

· Estabelecimento de metas e indicadores de desempenho;

· Pesquisa de audiência;

· Criação de conteúdo;

· Execução de campanhas em mídias diversas;

· Pesquisa de canais;

· Medição dos resultados.


Mas como essas áreas são importantes para o desenvolvimento de campanhas de marketing digital? O RP pode participar de todas as fases de uma campanha, desde a pesquisa que antecede a estratégia, o desenvolvimento das ações visando atingir o público-alvo, a divulgação e posteriormente as métricas para avaliação dos resultados. O envolvimento do profissional em todas essas etapas do marketing faz com que ele esteja mais completo e tenha mais possibilidades de desenvolver-se profissionalmente, além de somar mais conhecimento para aplicar nesta e em futuras experiências.

O profissional de relações públicas é, atualmente, fundamental para as consultorias em SEO devido seu dinamismo e conhecimento em processos de comunicação, pesquisa e relacionamento, elementos todos fundamentais para a área de marketing e para as empresas em geral.



Post Colaborativo por WSI Marketing na Internet.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Prêmio Expocom 2015. Uma vitrine de oportunidades para alunos mostrarem seus trabalhos!

A Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação, a Expocom, é um concurso da Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação) e premia, todos os anos, os melhores trabalhos desenvolvidos por alunos de graduação dos cursos de Comunicação Social.

Universidade Federal de Uberlândia - foto retirada do site da XX Intercom Sudeste

A etapa Sudeste do Prêmio Expocom acontece na cidade de Uberlândia, mais precisamente na Universidade Federal de Uberlândia, em Minas Gerais, de 19 a 21 de Junho. 

As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site oficial do Prêmio, que é o www.intercomsudeste2015.com.br

Abaixo, você pode assistir ao vídeo que explica a mecânica do evento e, de maneira bem didática, dá o caminho das pedras de como você pode participar.


Deu vontade de participar? Então chame logo os seus colegas de curso, seus professores/orientadores e inscrevam seus trabalhos. Quem sabe você não leva o prêmio e vai para o Rio de Janeiro participar da etapa nacional? Seria ótimo! Então... perde tempo não!!!

Mais informações sobre o evento e a programação também na página oficial:
https://www.facebook.com/intercomsudeste2015.

sábado, 7 de maio de 2011

Super RP


Postado por Rochel Rodrigues

Já estamos cansados de saber que o profissional de tem um papel de extrema importância dentro de uma organização.
Além de cuidar dos relacionamentos da empresa com o mercado, com a imprensa, com a sociedade, com seus colaboradores, fornecedores e com seu público interno, o cara ainda faz gestão e gerenciamento de crise! Se você já ficou sem ar com tanta função, saiba que esses são apenas alguns exemplos pra demonstrar como o RP é essencial no contexto comunicacional da atualidade.

Por essas e por outras que constatei que o RP é um super herói moderno. Um herói, às vezes esquecido, mas fundamental. O Super RP passa despercebido em muitos momentos. Mas sem ele, sem sua visão holística e sua percepção arrojada para detectar problemas antes mesmo deles acontecerem, muitas empresas hoje estariam, em vão, desesperadas a gritar socorro.
Pra alivio destas, o Super RP existe. E por se tratar de um herói, ele alia seus super poderes a um leque de ações estratégicas para utilizar nas situações de perigo iminente. E são essas ferramentas que serão nosso assunto daqui pra frente, para que você bravo profissional de comunicação incremente seu cinto de ferramentas e não fique na mão quando o dever te chamar.

Press Release

Seu cliente não tem relacionamento com a imprensa? Nunca teve uma foto postada no EGO? Jamais achou uma nota no jornal do bairro com a abreviação do nome dele ou apenas suas iniciais? A única vez que ele foi entrevistado foi em programa policial? Não tema, meu destemido amigo que é ou deseja ser assessor de imprensa! O RP e PP traz pra você um instrumento que, usado da maneira correta e na situação certa, irá te ajudar a criar laços sólidos e confiáveis entre os meios de comunicação e a organização!


O Press Release, ou apenas release, são documentos redigidos em formato jornalístico com o intuito de informar, esclarecer ou anunciar informações ou fatos que envolvam a o assessorado. De maneira factual e concisa, suas intenções principais são expor fatos que a assessoria identifica uteis que a sociedade conheça ou para a construção/manutenção de um melhor relacionamento com o órgão de imprensa.



Seja direto, escreva o texto, de maneira breve e simples, e diga o que, quem, por que, para quem, onde e como a situação aconteceu ou acontece. As informações devem ser organizadas de um jeito objetivo, para instigar o leitor-jornalista a incluir o texto como pauta, seja inteiro ou parcialmente. É também de suma importância que a mídia escolhida seja compatível com a determinada informação. Não adianta escrever um release destinado a uma revista do Greenpeace sobre o jantar onde foi servida carne de baleia, que a sua empresa patrocinou. Será tempo perdido. 

Aliás, ao invés de gerar uma imagem positiva na sua cidade, você irá comprar briga com todos os ambientalistas do mundo (e conseqüentemente irá parar nos Trending Topics do Twitter). A escolha da mídia certa é fundamental para que o objetivo de comunicação seja atingido.
Falar com os meio de comunicação é elemento essencial para se construir uma marca forte. Falar bem e sempre, proporciona um vinculo importante que pode ser um dia extremamente útil para a proteção da marca corporativa, numa situação hipotética de gerenciamento de crise.  

Toda semana uma ferramenta nova para você, Super-Herói, incrementar seu cinto de utilidades.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

A arte de motivar na comunicação interna


Um dos milhares de desafios que existem para um gestor de comunicação interna é despertar motivação e vontade, fazendo com que o ambiente dentro da organização estimule a todos - desde a tia do cafezinho até o vice presidente - a dar seu máximo, trabalhar 101%, manter o foco das 8h as 18h e sem cansar, comemorar o crescimento da empresa como se a alegria fosse comparada a um gol do Vasco no Mundial de Clubes.

Obviamente, é improvável que eles vibrem mais com a meta mensal de crescimento atingida do que eu vibrei com o golaço do Juninho Pernambucano, na final em 1998 contra o Real Madrid, mas enfim... É mais uma missão do maestro da comunicação aproximar ao máximo a esse sentimento. 

Pra ajudar nessa tarefa, é necessária a definição de ações básicas, que possibilitem que o local de trabalho possa ser onde os funcionários desenvolvam e aprimorem seus melhores talentos, sem deixar que a produtividade caia em razão da hierarquia organizacional ou uma burocracia predominante, por exemplo.

A falta de confiança e em seguida, as condições salariais e comunicação falha ou inexistente na relação patrão-empregado são os grandes geradores da falta de motivação no ambiente profissional. Portanto, diagnosticar e identificar se esses problemas existem é fundamental e corrigir com ações transparentes, priorizando o mérito e dando espaço ao empregado apostar no desenvolvimento pessoal.

O segredo, afinal, é tratar os empregados não como uma parte da linha de produção, mas como pessoas, pois são as pessoas que se sentem desmotivadas, com suas particularidades e diferenças, e ouvi-las, porque a solução só aparece quando se conhece o verdadeiro problema.

Time motivado levanta a torcida

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

O RP tira férias?




*O ano todo o RP trabalha, quando se trata de profissionais, ou estuda. Ou melhor! Faz os dois.

Percebemos que essa classe é muito unida e se ajuda muito o ano todo. O RP parece não se separar do conteúdo ou do trabalho durante os 365/366 dias do ano, o que é bom para o aumento da percepção dos mesmos quanto a realidade da profissão em diferentes locais do Brasil e do Mundo.




*É uma busca constante de conhecimento e relacionamentos.
O que mais impressiona é a movimentação desses profissionais e estudantes nas redes sociais, estes compartilham textos, vídeos, postam em seus blogs, divulgam vagas de trabalho e assim aumentam suas teias de convivência na web.



Monitoram o que dizem sobre a atividade, comentam em fóruns especializados, fazem leituras, assistem palestras, participam de encontros, protestam quando se sentem atingidos com alguma fala ou atitude infeliz.
A questão maior é que quem está envolvido nesse meio é um completo apaixonado pelo que faz e uma das maiores características desse profissional é gostar de trabalhar pessoas, isso deve explicar o senso de ajuda que os mesmos tem para com os colegas de profissão e isso não tira férias.


Talvez o costume do RP de sempre buscar seu reconhecimento, procurar sempre seu lugar no mercado e mostrar que a comunicação é possível e pode trazer ganhos, tenha feito com que o mesmo se acostumasse a nunca parar de produzir conhecimento.

Parece estar na veia do RP esse tipo de comportamento, de se solidarizar com o colega e buscar sempre o reconhecimento da própria profissão, deixando nítido para nós que o RP nunca tira férias de verdade.
 
 

Trabalhando o ano todo!


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal!



O blog RP e PP gostaria de agradecer quem nos prestigiou desejando feliz natal!
Tenham uma bela noite de natal reunindo as pessoas que vocês gostam e que o Papai Noel venha para realizar os pedidos dos que foram bons meninos este ano, e dizer que nosso presente com toda certeza foi tê-los o ano todo nos proporcionando ganhos enormes de conhecimento.

Miguel Carvalho

O RP e PP não vai parar para descanso, então, podem visitar sempre, pois serão bem recebidos. A casa é de vocês como sempre foi

Feliz Natal

São os votos do RP e PP

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Relações Públicas por Adriana Sousa

Em 2 de dezembro foi comemorado o Dia Nacional das Relações Públicas. Embora a profissão exista há pelo menos três décadas no Brasil, ainda há confusão a respeito dos papéis, habilidades e responsabilidades deste profissional, que atua em organizações de todos os setores com o objetivo de estabelecer diálogos com os públicos estratégicos em busca de colaborar para a consolidação de uma reputação corporativa consistente.


O Relações Públicas atua especialmente para fortalecer ativos intangíveis ligados à marca, que a cada dia ganham maior importância nos balanços corporativos: credibilidade, transparência, confiança, sustentabilidade, ética.
Públicos estratégicos são aqueles que direta ou indiretamente interagem com as organizações, influenciando-as e sendo influenciadas por elas. Nas últimas duas décadas, fatores ligados ao macroambiente mercadológico levaram as organizações a pensar seu relacionamento com os públicos de maneira mais profissional.
Antigamente denominado apenas como “receptor” das mensagens corporativas, o cidadão é hoje mais crítico, tem acesso ilimitado às informações sobre empresas, políticos, governos, ONGs. Assume o papel de “emissor”, no momento em que confere novos significados às mensagens que chegam até ele.

Gradativamente, saímos do paradigma da comunicação que parte das empresas “para” seus públicos e começamos a considerar os processos de comunicação “com” os públicos. Somos mais que usuários, pacientes e contas. Somos pessoas. Que exercem seu papel de consumidor, de formador de opinião, de imprensa, de organização não governamental, de fornecedor, de governo, de concorrente.
Ao trabalhar para consolidar a imagem das organizações, o profissional de Relações Públicas parte do pressuposto de que está se comunicando com receptores que constroem seus próprios significados acerca das mensagens organizacionais. A partir deles, contribuem para consolidar ou não a reputação corporativa.
Stephen Covey, no livro "Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes", cita que cada um de nós, em nossos relacionamentos interpessoais, tem uma conta bancária emocional. A amizade, o carinho, as boas ações são depósitos que fazemos nessa conta a cada dia. Mas, de repente, por algum motivo, a gente pisa na bola e precisa fazer um saque na conta bancária. Quando o saldo for positivo, a conta se equilibra.

Mas, se o saldo for negativo, pode-se colocar tudo a perder.

O mesmo acontece com as organizações. Aquelas que investem em ações consistentes de relacionamentos com seus públicos fazem depósitos na conta bancária. Tecnologia, bom atendimento, sustentabilidade, preço justo, inovação e respeito com as pessoas são processos corporativos que se transformam em depósitos que contribuem para que a empresa acumule um saldo positivo. Fraudes, crises e acidentes se traduzem na necessidade de saques, que podem desequilibrar a conta eventualmente, mas não chegam a zerar todas as reservas.

Empresas que se preocupam com relacionamentos, mantêm essa conta sempre em equilíbrio, investindo em diálogos com o público interno, imprensa, comunidades, investidores, fornecedores, concorrentes, acionistas, governos, entre outros. Fazem isso por meio de áreas estruturadas de Relações Públicas ou Comunicação Corporativa. Elas constroem um saldo positivo a cada dia, fortalecendo sua imagem e acumulando um ativo intangível muito importante: credibilidade.

Texto concedido por Adriana Sousa - Jornalista e Professora de Relações Públicas

Agora você sabe o que é RP!


Texto publicado no jornal Correio de Uberlândia no dia 02/12/2010

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Dia 02/12 Dia Nacional das Relações Públicas

Hoje é dia 02/12, dia Nacional das Relações Públicas.

O Blog RP e PP discutiu sobre valorização das Relações Públicas e os "dias" que envolviam essa valorização, falamos sobre toda a polêmica que envolveu essa profissão nas novelas globais, fizemos vários esforços para que o resultado até esse dia 02/12 fosse de primeira categoria.

Relações Públicas é uma profissão que cresce graças às pessoas que fazem parte do meio, gente que se une em fóruns, montando seus blogs, colocam RP nos nomes em redes sociais, ajudam no desenvolvimento da comunicação das suas empresas e melhoram relacionamentos entre pessoas.
Relações Públicas é uma casa, onde os moradores se ajudam para alcançar o objetivo que vai muito além do sustento e que chega a ser contagiante pelo espírito de equipe.
Relações Públicas é uma paixão compartilhada no mais puro sentido da comunicação, na atitude mais simples de querer somar. No entanto, Relações Públicas é mais que uma profissão. É gente!

Gente que ajudou o RP e PP a evoluir, não só como blog que fala sobre o assunto, mas como ferramenta de auxílio efetiva para a atividade.

E para comemorar o Dia Nacional Das Relações Públicas, fizemos a seguinte pergunta:

O que é Relações Públicas para você?

Veja 
RP é relacionamento com os stakeholders, ampliação do capital social e fortalecimento da imagem corporativa. @RPensamentos

RP para mim é estratégia e resultado para as organizações. @RcamposR - Ricardo Campos

As RPs olham estrategicamente para os públicos de uma organização para gerir, de forma eficaz, a comunicação da mesma. Sendo assim, o RP é o gestor da comunicação, uma vez que sabe trabalhar muito bem a comunicação integrada dentro das empresas. @AnaRodry - Ana Rodry

RP é o responsável pela comunicação da empresa com seus públicos e pela imagem institucional.
@Natyiasmin - Natashe Iasmin

O RP pode ser considerado como um conjunto de ferramentas que complementam a comunicação. Sua principal função é mediar às relações entre empresa e cliente, através da imagem, credibilidadee cultura organizacional e etc. @CaTherezio - Cassiane Therezio

RP é uma função estratégica nas instituições. É quem cria relacionamento e imagem institucional. @MarciaCeschini - Marcia Ceschini

O RP estuda os meios para se comunicar e relacionar com todos os públicos com os quais a empresa interage (stakeholders). De forma a construir, manter e proteger sua imagem e reputação. @Gabycbrito - Gabriela C. de Brito

RP é uma forma estratégica da organização dialogar com seus diversos públicos e consolidar seu capital reputacional. @Uberlandinablog - Adriana Sousa

RP é uma das ferramentas do Marketing que deveria ser explorada com mais intensidade por empresas de vários setores distintos! É o porta voz da empresa com imprenssa e com o publico alvo criando um elo de parceria que sustenta a empresa. @Cleiton_Campano (aluno de Publicidade)

@HannyAngele deseja que as RP cresça cada dia mais...melhorando a visão de todos que ainda não conhecem a profissão, e que possamos ser valorizados. Hanny Angele

Relações Públicas é uma perspectiva de entendimento do mundo, em que a aposta em relacionamentos baseados em diálogo e compartilhamento movimenta a sociedade, a cultura, a política e a economia. @rprodrigo - Rodrigo Cogo


Um Profissional de Relações Públicas é praticamente um BomBril, 1001 utilidades!
Sempre requisitado, o papel de um RP é avaliar, identificar, planejar, implantar e desenvolver o processo de comunicação, seja ela uma comunicação institucional, convencional ou alternativa. @Danilomarantes - Danilo Arantes

Vale redação? rs. Com as redes digitais disponíveis para todos públicos, a comunicação torna-se mais fácil, ágil e democrata. Relacionamento é palavra de ordem, opiniões individuais são compartilhadas a qualquer momento sem limites geográficos. Consumidor é produtor de conteúdo ao mesmo tempo, suficiente para confundir comportamento virtual com trabalho de RP.  RP tem sim a ver com relacionamento, com diálogo entre empresa e seus diversos públicos de interesse, mas o trabalho deve ser pautado no conhecimento e ética dos profissionais de RP para agregar valor ao diálogo. RP contribui com a construção e reputação daimagem corporativa. Parabéns RP´s @lausantangelo - Laudelina Santangelo

A intenção do RP e PP foi descrever RP de maneira múltipla, com múltiplos valores, crenças, pensamentos, experiências e pessoas, pois isso é o que realmente valoriza, não precisamos de dias específicos com ações isoladas, precisamos ser RP e valorizar o trabalho e o estudo que realizamos e assim encontramos a explicação de como nos valorizar. 

O RP e PP agradece à todos que puderam participar da postagem de comemoração ao dia do RP


Ser RP é bom de mais!!!

O que é RP para nós? É tudo isso!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Dia 22 de novembro? 2 de dezembro? Com Marcia Ceschini

O RP e PP faz um apanhado geral do que acontece com essas duas datas, em uma série de entrevistas com profissionais da área e estudantes, tudo para que você tenha uma visão ampliada sobre o assunto.

Dia 22/11 acontece o Dia de Valorização da Prática de Relações Públicas na América Latina. Veja o trecho retirado do site 22 de novembro.

"O Portal RP-Bahia está propondo que mais uma vez os países irmãos da América Latina se mobilizem no próximo dia 22 de novembro para realizar uma mega-ação em rede em prol das relações públicas, promovendo o DIA LATINO-AMERICANO DE MOBILIZAÇÃO PELA VALORIZAÇÃO DA PROFISSÃO DE RELAÇÕES PÚBLICAS."
http://22denovembro.webnode.com/ - Vejam na íntegra!

Essa data está gerando muita discussão nos grupos, fóruns, blogs e tudo que é especializado em Relações Públicas, mas qual o motivo?

O RP e PP foi procurar saber de quem está vivenciando o caso desde o começo para que você entenda melhor.


                                                                                                                                                   
Consultoria em Comunicação e Marketing Digital
Araraquara - SP




Conversamos com Marcia Ceschini


Relações Públicas, especialista em gerenciamento de Marketing, com experiência em planejamento de comunicação de marketing. Atua  como Consultora em Comunicação e Marketing Digital na Ceschini Comunicação e Marketing Digital.










RP e PP - Qual sua opinião sobre essa mobilização do dia 22/11? É válida? É necessária?
Marcia Ceschini - A mobilização é mais um movimento de valorização por parte de alguns profissionais, mas não é legítima no sentido que se auto declara Dia X ou Y das Relações Públicas. Todas as datas de valorização da profissão foram determinadas por definição em conjunto de vários profissionais valorizando datas que realizaram fatos importantes para nossa profissão, sendo endossadas pelos nossos Conselhos Federal e Estadual. - (referindo-se ao dia 02/12)

Não creio que seja válida, pois como disse,  parte dos profissionais e estudantes, não tem apoio declarado ou validado pelos nossos Conselhos.

RP não precisa de uma data de valorização, precisa de campanha de massa, de ações de RP por RP. Repare que nessas ações só falamos com nós mesmos, estudantes e profissionais.
Ora, nós precisamos saber o que é RP? Não. Precisamos atuar da melhor maneira para que o mercado saiba que a comunicação foi planejada e desenvolvida por um RP.


RP e PP - Você acredita que a profissão de RP é desvalorizada?

Marcia Ceschini - A profissão esteve desvalorizada, principalmente pela atuação individualista de profissionais e por falta de uma comunicação para o mercado dos Conselhos e entidades que nos representam. Mas hoje começa a melhorar a nossa visibilidade, principalmente com a comunicação digital que o mercado já chama de RP 2.0.


RP e PP Qual a importância das RP para você?

Marcia Ceschini - RP é estratégico. Planeja, desenvolve e executa a comunicação corporativa com os públicos que a constitui, sempre levando em questão a imagem empresarial.

Valorizando Relações Públicas todos os dias

O Blog RP e PP agradece a profissional Marcia Ceschini pela entrevista, que só vem a somar com o objetivo do blog.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

RP - O que minha mãe pensou que fosse?



O primeiro release aceito faz com que você fique como se tivesse convertido um penalti numa final de campeonato, você fica muito feliz, chega a pular de alegria, volta para casa conta para todo mundo o que acabara de acontecer, e a mamãe orgulhosíssima comenta: meu filho será um ótimo jornalista! A felicidade dá lugar a um sentimento cuja origem é inexplicável, a gagueira aparece no lugar das risadas incontidas e o que era somente uma história de alegria acaba virando um grande drama.


Batemos na tecla do desconhecimento sobre o que um RP faz sempre que podemos por aqui, eu (o autor do blog) defendo com unhas e dentes a profissão e o curso na faculdade, nas rodas de amigos, nos grupos de estudos, mas acho que em casa não estou fazendo esse papel, pois, mamãe está esperando uma coluna minha no jornal da cidade daqui a algum tempo, quer que eu trabalhe na TV como apresentador, ou quem sabe realize o sonho de ser um grande radialista. 


Isso tudo seria perfeito se não fugisse tanto do foco que quero para a minha vida, ser um bom profissional nas áreas que escolhi RP e PP. Minha mãe fez uma cara de desapontamento quando espliquei o que eu seria capaz de fazer depois que terminasse o curso e perguntou: mas você também pode trabalhar na TV? Rádio? ETC? Pensei na hora que geralmente é o filho que toma essa iniciativa de ser "artista" e a mãe ou o pai tem o papel de conter esse ímpeto, mas na minha casa parece ser o contrário.


Realmente acho que devo ser mais RP em casa!
Falo diariamente com centenas de colaboradores no hospital onde trabalho, distribuindo as mensagens no tempo correto para que não haja ruídos, boatos e etc. Mas será que em casa não estou pondo isso em prática?
Isso tudo pode parecer uma grande brincadeira, mas quando passarmos o final de ano na casa daquele meu tio que adora reunir a família toda, isso pode se agravar. Já imagino a vovó me perguntando o dia que darei boa noite ao final do Jornal das 20hs.


Pois comunicação começa dentro de casa!

domingo, 10 de outubro de 2010

TOP BLOG 2010

Bem pessoal, sem enrolações, o RP e PP faz parte dos 100 + blogs pessoais de comunicação.

Obrigado pelo voto!
Por essas e por outras que o RP e PP não para!


As votações recomeçam no dia 10/10
Continuem votando ali mesmo no banner do TOPBLOG

TOP BLOG em comunicação!!!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Realidade sobre quem faz RP







Esolher qual caminho fazer para subir na vida infelizmente não é tarefa fácil.





 







Ficar indeciso quando alguém pergunta o que você faz da vida pode parecer anormal.












O RP e PP entrevistou...

Rafael Pereira, primeiro período de Relações Públicas na ESAMC

RP e PP
Quando você entrou na faculdade você sabia o que era RP?
Rafael Pereira - Sim

RP e PP - Para você o que é RP afinal de contas?
RP- é responsável pela comunicação integrada, relacionando os públicos com a empresa, através de eventos e outros esforços.

RP e PP - o entrevistado engasgou um pouco para responder.

RP e PP - Qual o motivo da escolha do curso de RP?
Rafael Pereira - Me acho bom para comunicar e construir uma boa imagem para outras pessoas/empresas e pelas especificações detalhadas do curso no site www.esamc.br me sinto apto para isso.

RP e PP - Você acha que seus "colegas" de curso tem dificuldades de relatar o que é RP? Porque?
Rafael Pereira - Acho que sim, pois confundem RP como mais um departamento das agência de publicidade.

RP e PP - Porque você acha que isso acontece?
Rafael Pereira - Por ser um curso de comunicação social a primeira impressão dos alunos é que realmente como eu havia dito, é mais um departamento das agência de publicidade, responsável pela comunicação com o público.

O blog RP e PP tirou suas conclusões....

RP e PP  fazem o curso juntos até o 4° período, e isso gera um pouco de confusão, ainda mais que as matérias específicas demoram um pouco para começar e o Marketing, a criação, a produção gráfica e a computação gráfica são latentes no começo dos cursos. Talvez essa convivência com PP (publicidade e propaganda) confunda o aspirante a RP e é comum sim encontrarmos alunos do primeiro período confundindo os cursos. 

OBS: Isso não é mal somente de RP.

Começo de curso é assim mesmo...
Ruim é sair da festa de formatura sem saber o que fazer!!!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Relações Públicas

Olá pessoal!!!
Este blog tem por objetivo deixar todos os seus leitores por dentro do assunto Relações Públicas e esse vídeo ilustra com propriedade o que um profissional de RP faz e quais suas possibilidades quanto aos campos de atuação.


Espero que curtam mais esse post e nos próximos prometemos desmembrar essa profissão quanto aos canais que utiliza, traçando assim os perfis de cada ferramenta e o tipo de profissional que as manuseiam no dia a dia.


Vídeo sugerido por Adriana Sousa


Entendendo melhor sobre quem cresce cada dia mais

Vídeos institucionais

Pois bem!!! Neste post, falaremos sobre vídeos institucionais.

O que é vídeo institucional? Qual sua serventia? O que a empresa ganha? O que a sociedade ganha com esse tipo de ação?

São várias perguntas, que felizmente são "respondíveis".

Os vídeos institucionais servem para mostrar aspéctos positivos de empresas, bem como seu ramo de atividade e geralmente esse tipo de ação é direcionada ao público interno, criando assim o sentimento de pertencer, uma vez que os vídeos institucionais são muitas vezes municiados de imagens do dia a dia da empresa, porém com carga emotiva, reforçando missão, visão e valores.
(Assista ao vídeo institucional da empresa CPack)



Levando em consideração que este tipo de material é destinado ao público interno, fica difícil avaliar se tudo o que está no material é realmente realizado, como a ideia de sustentabilidade passada, a imagem de funcionários satisfeitos, entre outras. Ainda mais neste caso, que se trata de uma empresa pouco conhecida pelo grande público. Em que acreditar?


Para clarear o nosso entendimento sobre a que
stão, mostraremos o vídeo institucional da campanha do Rio de Janeiro para as Olimpíadas de 2016.


(Assista ao vídeo da campanha Rio 2016)




Depois de assitir ao vídeo dessa campanha vitoriosa do Rio de Janeiro, podemos perceber que a ideia desse tipo de material é realmente a de mostrar o lado positivo daquele lugar, suas riquezas visuais, naturais, a hospitalidade de um povo sempre sorridente, assim como no vídeos da empresa CPack.


Porém, agora, conhecemos bem o local que está sendo defendido, sabemos também que não é bem assim e que por detrás de tanta beleza existe um outro cenário nada interessante de se mostrar, este cenário infelizmente assola a maioria
das grandes cidades do Brasil, mas esse assunto também não é foco aqui.


O que queremos com esses exemplos é quebrar o paradigma de que tudo que aparece é 100% real. A empresa CPack é reconhecida no ramo em que atua, utiliza de fontes sustentáveis de energia, trabalha com as melhores matérias - primas, fabrica milhares de embalagens por ano e fornece seus produtos para os maiores fabricantes de cosméticos do mundo.

O Rio de Janeiro é a Cidade Maravilhosa, repleta de riquezas naturais e visuais, possui uma das sete maravilhas do mundo, é uma das cidades mais ricas da América Latina regada a muito samba, gente bonita e feliz.


Essas histórias são mostradas nos filmes produzidos e realmente esse é o papel de quem realiza esse tipo de trabalho.

Essa é a arte de mostrar o que há de melhor em qualquer ambiente.

Essa é a arte de saber aproveitar oportunidades e conquistar qualquer tipo de público, com as mensagens certas e no momento certo, que é o mais importante para o sucesso, não só de um vídeo institucional, mas sim de um projeto de comunica ção como um todo.



O lado bom de ser RP e PP!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

A arte tentando imitar a vida?!?




Olá pessoal que gosta de ler sobre Relações Públicas!!!
O blog RPePP traz nada orgulhosamente para vocês uma "gafezinha" global.


Vamos lá!

No capítulo da novela Passione do dia 16/06, tivemos uma passagem que deixou a classe das Relações Públicas um tanto quanto indignadas, tudo por causa da cena envolvendo o ator Reynaldo Gianecchini (Fred) e Werner Schunemann (Saulo), onde Saulo quer transformar Fred em Relações Públicas da metalúrgica Golveia.

A indignação não está somente na forma como se desenrolou a história, mas também se encontra pela luta que esses profissionais e estudantes da área travam dia a dia para tornar a profissão conhecida e bem vista pela sociedade.

O que mais chamou a atenção foi a rapidez do protesto em todas as redes sociais, mas principalmente no Twitter. No mesmo momento emails eram disparados para todos que possuiam algum vínculo com a profissão e que participam de alguma rede de RP.


A cena sugeria a contratação de Fred (Reynaldo Gianecchini), sem nenhum tipo de qualificação ou diploma e "cutucou" ainda mais a classe, por Fred se tratar de um profissional imcompetente e sem caráter (Fred é um dos vilões principais da novela da globo).

A questão é!

Em uma sociedade, onde a credibilidade se conquista com trabalho, suor e lágrimas, não podemos jogar uma questão de tamanha importância como se fosse algo que não existe.
Perguntávamos ainda a pouco se o profissional de Relações Públicas aparecia como destaque, se era premiado pelo trabalho executado e a resposta foi que esse profissional era de bastidor, ou seja, o seu trabalho aparecia e não sua figura, sabemos também que para desempenhar tal função não é necessário somente o diploma, ser "bonitão" e falar bem, mas sim qualificação, conhecimento sobre ferramentas e lealdade acima de tudo, qualidades que não fazem parte do currículo do personagem da ficção.

A questão é que demora-se muito para se construir uma imagem, e cá entre nós, batalhamos muito todos os dias para conquistar o espaço que é nosso de direito. Por outro lado, é com a velocidade da luz que se destrói uma imagem e põe-se tudo a perder!

O outro lado da história
Após emails, ligações e sinais de fumaça serem disparados para o autor da novela, Silvio de Abreu e para a Rede Globo, uma retratação foi escrita dizendo que Fred não se tornará RP da metalúrgica. A cena que ilustra a situação foi ao ar dia 22/06, com a personagem de Fernanda Montenegro (Bete Gouveia), vetou a contratação de Fred e afirmou em cena que o mesmo não possuia qualificação para ocupar o cargo. A cena já estava gravada antes mesmo dos protestos dos RP's, afirma a direção.

Respondendo então ao título da postagem, às vezes tentamos imitar a arte e acabamos nos estabacando e essa é uma das raras vezes em que vemos a arte tentando imitar a vida e felizmente ou infelizmente, acabaram por se estabacar!








terça-feira, 15 de junho de 2010

RP - Uma profissão que parece não aparecer! Será?


Sabemos o que um médico faz, mesmo que resumidamente. Sabemos o que um advogado faz, mesmo sem termos cometido um crime. Sabemos o que um jornalista faz, mesmo sem termos concedido uma entrevista. 

E o Relações Públicas?Sabemos o que ele faz, mesmo que resumidamente?
Precisamos dele quando cometemos crimes?

Sabemos quem ele realmente é?
"Pior que isso é saber que alguns estudantes são aprovados no vestibular e iniciam o curso sem saber ao certo do que se trata a profissão.

Para agravar a situação, também não sabem explicar aos pais e amigos o conteúdo da carreira que pretendem seguir. Isso é grave, pois na maioria das vezes, os pais são os patrocinadores do curso superior. O popular “paitrocínio”.- Denise Monteiro - Profissional de Relações Públicas
Esse profissional fica escondido por desempenhar um trabalho de bastidores, mas o que significa isso? Bem, quando nos deparamos com empresas que se posicionam no ranking de empresas melhores para se trabalhar, ou quando estamos vivenciando alguma boa novidade de uma organização com um projeto para sustentabilidade e ações com a sociedade, estamos olhando também para o trabalho duro de um bom profissional de RP, que ainda não é conhecido pelo grande público, mas que "vira e mexe" tem boas ideias e consegue desempenhar trabalhos interessantes dentro das organizações.

Infelizmente algumas empresas ainda são resistentes no que diz respeito a planos de comunicação e entendem essas ações ainda como gastos e não como investimentos nas pessoas, que são o capital maior de qualquer empresa. Talves esse pode ser um dos motivos que levam ao grande público ao não conhecimento da profissão, ou mais, podendo ser por esse motivo que esse público conhece o Relações Públicas como o "festeiro"."E por que pouca gente sabe o que é?
Porque somos profissionais de bastidores. Não devemos focar nosso próprio destaque. O que deve aparecer é o resultado de nosso trabalho.
Quando se tem notícia de alguma boa novidade de uma empresa como um programa de sustentabilidade, de ações com a comunidade, entre várias, normalmente há um Relações Públicas atuando em alinhamento seus públicos. As ações são percebidas e valorizadas pela opinião pública, mas os profissionais que arquitetaram a boa reputação ficam ocultos, uma vez que o objetivo principal sempre é a imagem positiva da organização e não a própria." - Denise Monteiro - Profissional de Relações Públicas.




Estamos procurando exercer um trabalho comunicacional que seja integrado, tanto interno quando externamente. Somos o que dizem de "o fiel da balança", pois não estamos no mercado somente para salvar a reputação de uma empresa, ou muito menos para promover festas. Estamos no mercado para gerenciar um plano que seja efetivo em sua estratégia, defendendo assim os interesses dos mais diferenciados públicos, de uma forma que os mesmos entendam, trazendo os resultados que esperamos.

Aparecemos?
Talvez não do jeito que todos acham!
Aparecemos? Sim! Espelhados no nosso trabalho bem realizado!



 Siga @blogrpepp no twitter




terça-feira, 18 de maio de 2010

Mercado de luxo

Olá pessoal que está lendo mais esse post do RP e PP.


E hoje o assunto é Mercado de Luxo, onde daremos uma boa "pincelada" sobre o assunto.



Em linhas gerais o Brasil movimenta muito dinheiro com esse tipo de mercado e esquenta também o oferecimento de cursos de especialização, aumentando também o número de profissionais de marketing e comunicação - transformando isso no que eu chamo de "cadeia"

ou "ciclo de luxo", uma vez que esses profissionais trabalham em conjunto cíclico com o negócio.


O perfil do consumidor - Abertura das portas...


No Brasil o consumidor de luxo tem como característica principal, a utilização desses produtos e serviços para se inserir em algum grupo social e a prova desse aumento é o aparecimento de novas grifes estrangeiras, não só também pelo aumento nesse tipo de consumo, mas também pelo comportamento do país diante à crise mundial, uma vez que países considerados de primeiro mundo sofreram relativamente mais do que o Brasil.


Comunicação...


Utilizar as ações de RP para todos os produtosO profissional de Relações Públicas será de grande importância na comunicação desse tipo de negócio, uma vez que busca atingir os formadores de opinião, fazer com que a marca transite livremente no boca-a-boca, tornando a marca visível para o público-alvo, utilizando também de eventos, mas principalmente, em táticas de relacionamento com o cliente.


Utilização de propaganda para produtos acessíveis e intermediários.
Imagine uma pirâmide, onde são encontrados os produtos acessíveis na base, os intermediários lógicamente no meio e os inacessíveis no topo. Na medida que esta pirâmide é escalada, o esforço do RP é maior para construção de marca e geração de vendas, a propaganda neste caso funciona ao contrário neste caso, quanto mais descemos a pirâmide melhor a utilização desse tipo de comunicação.


A utilização da publicidade para produtos considerados de luxo são visíveis em estágio de lançamento desses bens ou serviços, o esforço maior realmente fica com a parte de Relações Públicas, até mesmo pelo motivo de resguardar o posicionamento da empresa que comunica.





RP e PP
é um luxo!!!





Postagens mais antigas Página inicial

Copyright © RP e PP | Traduzido Por: RP e PP

Design by Maurity Cazarotti | Blogger Theme by RP e PP

}); //]]>